Tamanho do texto

"Tenho certeza que não muda nada", disse o presidente brasileiro; ainda nesta quarta, Temer deve ligar para Trump para parabenizá-lo pela vitória

Ainda de acordo com a assessoria, Temer considerou o primeiro discurso de Trump equilibrado
Beto Barata/ PR
Ainda de acordo com a assessoria, Temer considerou o primeiro discurso de Trump equilibrado

O presidente Michel Temer afirmou, nesta quarta-feira (9), após a vitória do magnata Donald Trump, eleito presidente dos Estados Unidos pelo Partido Republicano durante a madrugada , que a relação do Brasil com o governo norte-americano não mudará. Temer também parabenizou o candidato republicano pelos resultados eleitorais. 

"A relação do Brasil com os Estados Unidos é institucional. Temos uma tradição, tanto os Estados Unidos quanto o Brasil. Quando alguém assume o poder, onde as instituições são fortíssimas, o presidente tem que levar em conta a vontade da população", afirmou Temer , em entrevista à rádio italiana Itatiaia.

"Tenho certeza que [a relação do Brasil com os Estados Unidos] vai muito bem, não muda nada", finalizou o presidente brasileiro, que não havia declarado apoio explícito nem ao republicano e nem à democrata.

LEIA TAMBÉM: Presidente russo, Vladimir Putin parabeniza Trump e diz que Guerra Fria acabou

Ainda nesta quarta-feira, Temer deve ligar para Trump para parabenizá-lo pela vitória. As informações são da assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Ainda de acordo com a assessoria, o presidente considerou o primeiro discurso de Trump equilibrado. 

Discurso da vitória

Em seu primeiro discurso após ser eleito, o magnata Donald Trump disse que é hora de curar as divisões deixadas pela campanha eleitoral e buscar consensos.

Em um discurso para simpatizantes em um hotel de Nova York, Donald Trump também elogiou a candidata derrotada, a democrata Hillary Clinton, pelo serviço prestado ao país e disse ter recebido um telefonema dela para parabenizá-lo pela vitória.

"É hora de nos juntarmos como um povo unido", disse Trump. "Serei presidente de todos os americanos", afirmou o republicano.

O bilionário reforçou ainda que pedirá união a todos os democratas e republicanos e que trabalhará pelos americanos "esquecidos".  "Os homens e mulheres esquecidos não serão mais esquecidos", disse o magnata.

Trump ainda falou que irá reconstruir a infraestrutura do país. "Vamos colocar milhões para trabalhar enquanto reconstruimos", disse. "Vamos dobrar nosso crescimento e ter a economia mais forte do mundo".

Sobre a relação com outros países, o candidato eleito pelo Partido Republicano afirmou que os Estados Unidos vão se relacionar com os países que estiverem dispostos a se relacionar com eles. 

Durante a campanha, Trump não chegou a citar o Brasil ou Temer.

    Leia tudo sobre: donald trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.