Tamanho do texto

Três pessoas já foram presas, entre elas, o coronel reformado da Polícia Militar do RJ Pedro Chavarry, que foi flagrado dentro do carro com a menina nua

Agência Brasil

Mulher detida nesta segunda-feira é irmã da suspeita de ter levado a criança até o coronel, que também está presa
O Dia
Mulher detida nesta segunda-feira é irmã da suspeita de ter levado a criança até o coronel, que também está presa

Policiais civis prenderam nesta segunda-feira (19) mais uma suspeita de participar do estupro de uma criança de dois anos de idade, no Rio de Janeiro. Até agora, três pessoas já foram presas, entre elas, o coronel reformado da Polícia Militar Pedro Chavarry, que foi flagrado dentro do carro com a menina nua.

LEIA MAIS:  Coronel reformado da PM do Rio de Janeiro é preso por suspeita de pedofilia

A mulher detida nesta segunda-feira, na favela Uga-Uga, na zona norte da cidade, foi a primeira a chegar na cena do crime e teria dito aos policiais que flagraram o delito que o pai da vítima estava morto e a mãe, na cadeia. Segundo a Polícia Civil, a mulher teria dado informações falsas para ludibriar os policiais militares.

LEIA MAIS:  Mulher é presa sob suspeita de ajudar coronel a abusar de criança de dois anos

Foi expedido um mandado de prisão temporária de 30 dias contra a suspeita. A mulher detida nesta segunda é irmã da suspeita de ter levado a criança até o coronel, que também está presa. O caso está sendo investigado pela Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.