Tamanho do texto

Segundo a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de SP, estão em greve as viações São Camilo, Urbana, Imigrantes, Riacho Grande e Triângulo

Greve de ônibus deixa 25 mil pessoas sem transporte na região do ABC Paulista na manhã desta quinta-feira
Reprodução/TV Globo
Greve de ônibus deixa 25 mil pessoas sem transporte na região do ABC Paulista na manhã desta quinta-feira

Motoristas e cobradores de cinco empresas de ônibus intermunicipais da região do ABC Paulista estão em greve, afetando 25 mil passageiros. Funcionários reclamam de atraso no pagamento dos salários.

Veja mais:  Motoristas de ônibus fazem hoje paralisação de duas horas em São Paulo

Segundo a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU), gestora do serviço, estão em greve de ônibus as viações São Camilo, Urbana, Imigrantes, Riacho Grande e Triângulo. No total, 17 empresas atendem à região do ABC Paulista. As outras 12 empresas que fazem o transporte intermunicipal na região estão operando normalmente, de acordo com a EMTU.

A EMTU informou que não tem pendências financeiras com as empresas, incluindo o repasse do subsídio que garante a gratuidade para estudantes e idosos. As empresas serão autuadas e poderão receber multas, cujos valores ainda não foram estipulados.

De acordo com a EMTU, os contratos dessas empresas estão prestes a vencer. No dia 19 deste mês, uma audiência definirá novas concessões para o serviço de transporte intermunicipal.

Leia mais:  Incêndio destrói 32 ônibus no interior de São Paulo

Os usuários de ônibus intermunicipais na grande São Paulo vêm enfrentando, nos últimos meses, constantes paralisações no transporte gerenciado pela EMTU. Os mais prejudicados são os passageiros da cidade de Mauá.

Paralisação

Há quase um mês, os funcionários da Eaosa fizeram uma paralisação contra a falta de pagamento, que deixou 15 mil pessoas sem transporte. Na ocasião, a empresa reconheceu o atraso nos salários e reclamou de falta de repasse de subsídio referente à gratuidade para estudantes e idosos por parte da Emtu, que negou as acusações.

Veja também:  Motorista de ônibus reage a assalto e leva três tiros na Grande São Paulo

Uma garagem de ônibus desativados da empresa Eaosa foi incendiada, o que resultou em, ao menos, 60 ônibus queimados. As causas do incêndio serão investigadas. A greve de ônibus afetou nove linhas da Empresa Auto Ônibus Santo André (Eaosa).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.