Tamanho do texto

Mulher de 71 anos de idade foi detida no interior de São Paulo transportando réplicas de fuzis e de revólveres; idosa viajava em ônibus vindo do Paraguai

Idosa disse à polícia que armas eram
Divulgação/Polícia Rodoviária Federal
Idosa disse à polícia que armas eram "brinquedos" e que levava os objetos a pedido de um homem que também foi preso

Uma idosa de 71 foi presa transportando réplicas de fuzil e pistola, na manhã deste domingo (28), na rodovia Castelo Branco, em Itu, no interior de São Paulo. Enquanto aguardava a transferência para a delegacia da Polícia Federal, ela surpreendeu os policiais do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) ao retirar agulhas e novelo da bolsa para fazer tricô. Além das réplicas de arma, a idosa levava na bagagem mais de 200 comprimidos usados como estimulante sexual.

A armas falsas foram descobertas durante fiscalização da Polícia Rodoviária a um ônibus que seguia de Assunção, no Paraguai, para a capital paulista. Na mala da senhora de 71 anos, os policiais encontraram 17 réplicas de fuzil, nove de revólver e, além dos estimulantes sexuais, outros 310 medicamentos usados como anabolizantes em academias. Aos policiais, ela disse que as armas eram "brinquedos" que ela levava e pedido de uma pessoa que seguia em outro ônibus.

LEIA TAMBÉM:  Militares são presos com três toneladas de maconha em caminhão do Exército

Os policiais conseguiram deter o suspeito apontado pela idosa. Os dois e o material apreendido foram levados para a sede do Departamento de Polícia Federal em Sorocaba. Até as 17 horas deste domingo, a PF ouvia os suspeitos e ainda não havia informação se a idosa e a outra pessoa ficariam presos ou seriam liberados depois de prestar depoimento.

Idosa viajava com 17 réplicas de fuzis, nove revólveres e comprimidos de estimulantes sexuais, além de anabolizantes
Divulgação/Polícia Rodoviária Federal
Idosa viajava com 17 réplicas de fuzis, nove revólveres e comprimidos de estimulantes sexuais, além de anabolizantes