Tamanho do texto

Batizada de Operação Cinderella, ação foi voltada ao combate à exploração de crianças e adolescentes e ocorreu em 14 cidades e mais de 130 estabelecimentos comerciais do Estado

Ação surpresa da Polícia Civil do RS fez parte da Semana de Combate à Exploração no Estado
Polícia Civil do Rio Grande Sul/Divulgação
Ação surpresa da Polícia Civil do RS fez parte da Semana de Combate à Exploração no Estado


Sete pessoas foram presas e autuadas por crimes como estupro, exploração sexual e porte de arma em uma operação contra pedofilia deflagrada pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul entre a noite de quinta-feira (19) e o começo desta sexta-feira (20).

Batizada de Operação Cinderella, a ação foi voltada ao combate à exploração de crianças e adolescentes e ocorreu em 14 cidades e mais de 130 estabelecimentos comerciais. Os presos são em sua maioria homens, com idades entre 30 e 55 anos.

Deflagrada em todo o Estado, a investigação apontou a existência de um procedimento de aliciamento de jovens menores de idade para o serviço sexual em comércios, como bares e casas noturnas.

"Elas estavam nesses lugares prestando serviços aos clientes. Em Passo Fundo, tinha até uma menina de Porto Alegre, que ainda estamos tentando entender como foi para lá", conta a delegada Adriana Regina da Costa, diretora da Delegacia de Polícia para Crianças e Adolescentes (DECA). "Mas não há indícios de se tratar de uma rede. São práticas isoladas desse tipo de delitos."

Jovens e adolescentes eram aliciadas a prestar serviços sexuais em estabelecimentos pelo Estado
Polícia Civil do Rio Grande Sul/Divulgação
Jovens e adolescentes eram aliciadas a prestar serviços sexuais em estabelecimentos pelo Estado



As investigações seguirão baseadas em descobrir as formas que são usadas no Estado para o aliciamento dessas jovens e adolescentes, para possibilitar medidas de prevenção e proteção.

Veja operações da Polícia Federal, de combate ao crime organizado pelo País: