Tamanho do texto

Segundo instituição, prédio foi devolvido com avarias e equipamentos como laptop foram levados embora por alunos

O Centro Paula Souza estimou prejuízo inicial de R$ 80 mil como resultado da ocupação de oito dias à sede administrativa da instituição, entre equipamentos e danos ao mobiliário. A lista de itens furtados inclui 21 notebooks, 12 HDs externos, 10 telefones móveis, 5 pen drives, 4 switches de 24 portas (equipamentos de redes) e 2 webcams, além de objetos pessoais e dinheiro de funcionários.

Os furtos foram registrados na última segunda-feira (9) em boletim de ocorrência no 3º Distrito Policial, nos Campos Elíseos, no centro da Capital. Segundo o Centro Paula Souza, os ocupantes provocaram outros ainda não contabilizados.

De acordo com a instituição, há registros de portas, móveis e equipamentos avariados, além de barricadas feitas com objetos da instituição, como cadeiras e mesas.

Os funcionários também encontraram gavetas e armários arrombados, salas reviradas, telefones e computadores colados às mesas e equipamentos de combate a incêndio utilizados indevidamente.

Flagrante

Poucas horas depois da reintegração de posse, na sexta-feira (6), a polícia devolveu ao Centro Paula Souza quatro notebooks, 15 pentes de memória, um projetor, cinco webcams e três placas de vídeo, entre outros itens que não constam do BO registrado na segunda-feira. Os ocupantes haviam tentado tirar os equipamentos do prédio horas antes da reintegração e foram presos em flagrante.

Além dos prejuízos materiais, a ocupação prejudicou serviços como pagamento de terceirizados, expedição de diplomas de estudantes e contratação e capacitação de professores. As atividades administrativas foram retomadas na tarde de sexta-feira.