Tamanho do texto

Segunda saída temporária da assassina confessa dos pais, presa no interior de SP, foi antecipada por motivos de segurança

O Dia

Suzane von Richthofen foi condenada a 39 anos de prisão por ter planejado a morte dos pais
Sebastião Moreira/ Estadão Conteúdo - 18.7.06
Suzane von Richthofen foi condenada a 39 anos de prisão por ter planejado a morte dos pais

Suzane von Richthofen não só conseguiu o indulto de Dia das Mães, mas deixou a Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, a P1 femininina de Tremembé, interior paulista, onde cumpre pena em regime semiaberto, um dia antes da saída das outras detentas, nesta quarta-feira (4). A saída da assassina confessa dos pais, Manfred e Marísia, em 2002, foi antecipada por motivos de segurança. 

As outras presas com direito ao indulto irão desfrutar do benefício, com duração até às 18h de 10 de maio, somente a partir das 8h desta quinta-feira (5). É a segunda vez que Suzane tem a saída temporária concedida, a primeira no Dia das Mães – em março, ela deixou a penitenciária por conta do feriado da Páscoa. 

O pedido justifica que ela já participou de uma saída temporária no mês passado e não houve "qualquer intercorrência".

No início de abril, a Justiça de São Paulo autorizou Suzane a fazer curso superior de Administração na Universidade Anhanguera de Taubaté, no interior paulista. Segundo a defesa, ela vai pagar a faculdade com o dinheiro que ganha na penitenciária, onde atua na produção de uniformes.

A liminar foi concedida pelo juiz José Damião Pinheiro Machado, da 2ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté, após mandado de segurança impetrado pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo. 

Relembre crimes bárbaros ocorridos recentemente: