Tamanho do texto

Data limite serve para quem pretende votar ainda na votação de 2016; já biometria segue opcional para diversas cidades

Prazo vale para tirar primeira via do título e também pedir transferência de domicílio eleitoral
Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
Prazo vale para tirar primeira via do título e também pedir transferência de domicílio eleitoral

Termina nesta quarta-feira (4) o prazo para tirar o título de eleitor pela primeira vez e votar ainda nas eleições municipais de 2016. O prazo vale também para solicitar transferência de domicílio eleitoral e pedir a alteração de endereço no título no caso de mudança de residência dentro do mesmo município .

Além disso, termina nesta quarta-feira também o período para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida pedir sua transferência para uma seção eleitoral especial.

Já para quem precisa retirar a segunda via do documento, o prazo será até o 22 de setembro.

Para realizar o cadastro eleitoral e a atualização cadastral, basta comparecer ao Tribunal Regional Eleitoral dos estados munido de documento oficial de identidade com foto e comprovante de residência atualizado.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou o cadastramento e as alterações no dia 1o de novembro e registrou até hoje mais de 6 milhões de pedidos de emissão de títulos novos e cerca de 4,2 milhões de solicitações de transferência de domicílio eleitoral.

Biometria

O prazo desta quarta-feira não se aplica para o cadastramento de biometria - ou seja, da impressão digital -, modelo que está sendo implantado no Brasil para identificar os eleitores na hora da votação e prevenir fraudes eleitorais.

Como a nova tecnologia vai ser usada apenas em algumas cidades nas eleições municipais de 2016, o cadastro da digital tem sido gradual - cada Estado segue um cronograma próprio, definido em conjunto com o TSE. Para saber se o seu município terá ou não a biometria, e conferir os prazos para cada município, é preciso acessar o site do Tribunal Regional Eleitoral do seu Estado.

*Com informações da Agência Brasil