Tamanho do texto

Acusada de aliciar crianças, docente teria levado enteada de 9 anos para se relacionar com advogado em troca de dinheiro

O Dia

Roberto Malvar Pazum, de 63 anos, está preso sob acusação de pedofilia e estupro de vulnerável
Reprodução/Facebook
Roberto Malvar Pazum, de 63 anos, está preso sob acusação de pedofilia e estupro de vulnerável


Policiais da Delegacia da Criança e Adolescente (DCAV) prenderam um advogado e a professora de uma creche acusados de pedofilia em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na quarta-feira (27).

Roberto Malvar Pazum, de 63 anos, é acusado de pedofilia e estupro de vulnerável, enquanto Tatiana Mara Araújo, de ser sua cúmplice nos crimes – se focando na parte de aliciar as crianças.

Na casa do advogado, no Grajaú, zona norte carioca, foi apreendida uma grande quantidade de material pornográfico, com fotos e vídeos contendo imagens de pedofilia, afirmou a delegada Cristiana Bento.

De acordo com as investigações, Pazum usava as redes sociais para manter contato com Tatiana, que lhe enviava fotos e vídeos das partes íntimas das crianças. Também pela internet, segundo a polícia, a professora ajudava a marcar encontros do homem com as vítimas.

Tatiana Mara Araújo enviava fotos e vídeos das partes íntimas das crianças para o advogado
Reprodução/Facebook
Tatiana Mara Araújo enviava fotos e vídeos das partes íntimas das crianças para o advogado

Segundo a DCAV, Tatiana, que foi presa na creche, é acusada de aliciar a enteada, à época com 9 anos, ao levá-la para um motel para se relacionar com o advogado em troca de dinheiro.

Os agentes chegaram até os dois após denúncias encaminhas pelo Ministério Público do Estado. A 1ª Vara Criminal de Duque de Caxias expediu mandados de prisão e de busca e apreensão contra ambos os acusados.

Relembre crimes bárbaros pelo País: