Tamanho do texto

Osmar Bertoldi é acusado de violência doméstica, lesões corporais, constrangimento ilegal, trabalho escravo, ameaça por palavras e estupro

Estadão Conteúdo

Osmar Bertoldi será transferido para o Complexo Médico Penal, em Pinhais (PR)
Reprodução/Facebook
Osmar Bertoldi será transferido para o Complexo Médico Penal, em Pinhais (PR)

A Polícia Federal e a Polícia Militar de Santa Catarina prenderam nesta quarta-feira, 24, na cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, o ex-deputado estadual do Paraná Osmar Bertoldi (DEM), atual suplente de deputado federal.

Segundo a PF, Bertoldi é acusado de violência doméstica, lesões corporais, constrangimento ilegal, trabalho escravo, ameaça por palavras e estupro. A prisão preventiva do ex-parlamentar foi decretada em janeiro porque ele teria violado a Lei Maria da Penha ao se aproximar de sua vítima.

Com apoio do canil da PF em Itajaí (SC), em conjunto com a Agência de Inteligência do 12º Batalhão de Polícia Militar de Camboriú, os federais localizaram e prenderam Bertoldi por volta das 22 horas desta quarta, 24.

O advogado Claudio Dalledone Junior disse que o ex-deputado foi levado para o Presídio de Canhanduba, em Itajaí. A PF informou que, após passar por exames no Instituto Médico Legal, Osmar Bertoldi será transferido para o Complexo Médico Penal, em Pinhais (PR), onde aguardam sentença empreiteiros, políticos e outros alvos da Operação Lava Jato.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.