Tamanho do texto

Acusado, que se fingiu de mulher em app, dizia que divulgaria as fotos íntimas da vítima se ela não fizesse sexo com ele

O Dia

Trechos das mensagens entre o homem e a jovem, nas quais ameaça divulgar fotos íntimas dela
Reprodução
Trechos das mensagens entre o homem e a jovem, nas quais ameaça divulgar fotos íntimas dela

Um homem foi preso em flagrante nesta terça-feira (23), no Rio de Janeiro, acusado de tentativa de estupro contra uma jovem de 18 anos. Segundo informações da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), o técnico em farmácia, de 38 anos, coagia já há um tempo sua vítima, que denunciou o caso.

A denúncia foi feita no início desta manhã, quando a jovem entrou em contato com a DRCI. A vítima disse ter conhecido o homem por meio de um aplicativo de relacionamento, e por ter fingido que era mulher, ela acabou lhe enviando diversas fotos íntimas.

O homem teria começado a chantagear a jovem, ameaçando divulgar as imagens na internet caso ela se recusasse a manter relações sexuais com ele. "Sabe que eu tenho fotos suas e logo vão aparecer no seu Facebook. É melhor você conversar comigo. Cara, de boa. Não vou esculachar você. Só sexo e aí você apaga tudo", diz alguns trechos das mensagens.

O encontro entre os dois foi marcado para esta terça-feira, na Central do Brasil, no centro do Rio de Janeiro. A dupla seguiu para o bairro de Campo Grande, onde, segundo o acusado, teria relações sexuais com a jovem na casa de um amigo. O homem, que trabalha em uma clínica, é casado e tem um filho de 10 anos, foi levado para a sede da DRCI. "Ele está negando, mas estamos vasculhando o telefone dele e apurando se existem novas vítimas", afirma o inspetor da delegacia, Alberto Gomes.

Homem estava com a vítima dentro de um ônibus quando foi preso em flagrante pela polícia
Divulgação
Homem estava com a vítima dentro de um ônibus quando foi preso em flagrante pela polícia

Outro caso de estupro no Rio de Janeiro

Na última terça-feira (16), um farmacêutico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Campo Grande também foi preso pela especializada, acusado de estupro contra um menino de 11 anos. O homem foi flagrado pelos responsáveis da criança mostrando seu órgão sexual para o menor por meio de uma rede social.

O acusado aliciava meninos de 8 a 12 anos pelo Facebook. Após adquirir a confiança das vítimas, buscava os menores de carro e os levava para a sua residência, em Mesquita, na Baixada Fluminense, onde praticava sexo com as crianças e em troca dava presentes e dinheiro. Na residência do acusado os policiais apreenderam um notebook e grande quantidade de preservativos.

Fonte:  O Dia

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.