Tamanho do texto

Capital fluminense teve seu terceiro dia consecutivo de fortes chuvas; estouro de porta de vidro teve 4 feridos em shopping

Pedestres se desesperam ao se depararem com queda da marquise, na quarta-feira
Reprodução - 18.02.2016
Pedestres se desesperam ao se depararem com queda da marquise, na quarta-feira

Um homem morreu e uma mulher ficou ferida com a queda da marquise de uma loja em Madureira, zona norte do Rio de Janeiro, na noite de quarta-feira (17). A tragédia foi consequência de um forte temporal que atingiu a cidade, no terceiro dia consecutivo de fortes chuvas na cidade.

Além das vítimas da queda da marquise, ao menos quatro clientes do Norte Shopping, no Cachambi, tiveram ferimentos leves após uma porta de vidro do estabelecimento estourar devido ao temporal. 

As fortes chuvas atingiram principalmente as zonas norte e oeste cariocas. Foram registradas chuvas de granizo em Realengo, Padre Miguel, Sulacap e Engenho de Dentro. Ao menos 13 árvores caíram. 

Uma perícia da Polícia Civil vai determinar a causa da queda da marquise. Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli estiveram no local na manhã desta quinta-feira (18). A loja, que vende bijuterias, estava fechada pela manhã. 

O acúmulo de água após três dias de chuva, além do peso do aparelho de ar-condicionado, podem ter contribuído para enfraquecer a estrutura da marquise. Subsecretário de Defesa Civil, Márcio Motta lembrou que a conservação do espaço é de responsabilidade do proprietário da loja.

"Isso é crime, é capitulado no Código Penal. É crime de desabamento e, certamente, o responsável irá responder por isso", afirmou em entrevista ao telejornal "Bom Dia Rio", da TV Globo.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.