Tamanho do texto

Segundo a investigação, a aparência de Mayara Borcatti da Silva ajudava quadrilha a praticar crimes sem levantar suspeitas

Uma estudante de Direito de 20 anos foi presa acusada de tráfico de drogas, na segunda-feira (22), em Curitiba. Além de Mayara Borcatti da Silva, a polícia deteve Anderson da Silva, 31, e Rafael Dorneles dos Santos, 26. O flagrante ocorreu no momento em que o trio retirava de uma casa dois quilos de crack, 50 gramas de cocaína, 36 gramas de maconha e 35 comprimidos de ecstasy. 

Estudante é presa por suspeita de tráfico de drogas em Curitiba
Reprodução/Facebook - 25.09.2015
Estudante é presa por suspeita de tráfico de drogas em Curitiba

Policiais realizaram a ação após receberam uma denúncia sobre atividades do grupo em uma residência no Bairro Alto. No local, observaram três veículos – uma caminhote Frontier branca, um Gol vermelho e um Uno branco –, que rapidamente partiram para outra casa, no bairro do Cajuru, onde o trio comprou as drogas que venderia.

Os dois homens e a mulher foram presos em flagrante, no momento em que retiravam as drogas da casa. O local era utilizado como ponto de encontro por Johny Borcatti da Cruz, 32 anos, primo de Mayara e membro de uma quadrilha de arrombamento a caixas eletrônicos. Ele foi preso também por tráfico de drogas, no dia 13, em Balneário Camboriú (SC).

Segundo investigações da polícia, por possuir boa aparência, Mayara participava de eventos sociais, com o objetivo de traficar drogas sem gerar suspeitas.

Veja fotos da advogada cuja beleza era usada para evitar suspeitas: