Tamanho do texto

Tempo médio gasto no trânsito para quem anda de carro diariamente é de 2h48m; usuários de ônibus gastam 2h51m

Trânsito na Avenida Washington Luís, em frente ao Aeroporto de Congonhas: caos diário
Renato S. Cerqueira/Futura Press
Trânsito na Avenida Washington Luís, em frente ao Aeroporto de Congonhas: caos diário

Quase um em cada quatro paulistanos leva ao menos duas horas para se deslocar ao trabalho ou à escola. É o que mostra a pesquisa Mobilidade Urbana, elaborada pela Rede Nossa São Paulo e Fecomercio-SP, divulgada nesta terça-feira (22). 

De acordo com o levantamento, 23% dos cidadãos da capital paulista levam esse longo tempo apenas no trajeto de ida para os afazeres diários – ou seja, no total, chegam a gastar quatro horas por dia apenas no trânsito. 

E a situação não é muito melhor para o restante da população: cerca 35% das pessoas perde entre uma e duas horas para chegar ao destino. O tempo médio gasto na cidade é de uma hora e 44 minutos, o mesmo registrado no ano passado.

Ciclistas usam ciclovia instalada na Avenida Paulista, em São Paulo: modal se popularizou
André Tambucci / Fotos Públicas
Ciclistas usam ciclovia instalada na Avenida Paulista, em São Paulo: modal se popularizou

A pesquisa entrevistou 700 pessoas com idades a partir dos 16 anos entre em agosto e setembro do ano passado. O levantamento calculou também o tempo total gasto diariamente pelos paulistanos no trânsito, uma média de duas horas e 38 minutos, o que representa crescimento de oito minutos em relação ao ano passado.

Entre as pessoas que usam carro todos os dias, o tempo médio gasto foi de 2 horas e 48 minutos, enquanto os usuários de ônibus disseram que perdem 2 horas e 56 minutos.

Dos entrevistados, 25% usam o transporte público diariamente, 19% frequentemente, 34% de vez em quando, 15% raramente e 6% nunca. O carro é o meio de locomoção de 60% da população e 32% dos donos de veículos usam o meio todos os dias, 36% de vez em quando e 25% raramente.

Alternativas de transporte
O percentual de pessoas que aceitariam deixar de usar o carro caso existisse uma boa alternativa de transporte aumentou de 71%, no ano passado, para 80% este ano. Ao serem questionados sobre o que os faria passar a usar ônibus, metrô ou trem, 36% pediram por mais linhas para cobrir percursos não atendidos atualmente.

Ônibus articulado na capital: deslocamento com transporte demora mais do que com carro
Renato S. Cerqueira/Futura Press - 18.9.15
Ônibus articulado na capital: deslocamento com transporte demora mais do que com carro

Além disso, 90% dos entrevistados disseram concordar com a construção de corredores e faixas exclusivas de ônibus. Meios de transporte alternativos como a bicicleta são usados por 7% da população – mas 44% afirmam que passariam a usar caso houvesse mais segurança, 18% se houvesse mais sinalização nas ruas e 13% se existissem mais ciclovias.

Esse ponto da pesquisa aponta também para uma mudança de opinião do paulistano: 34% disseram que não usariam bicicleta de jeito nenhum em 2007, percentual que caiu para 13% este ano.