Tamanho do texto

Limite de velocidade cai de 60 km/h para 50 km/h. Medida da CET visa reduzir o número de acidentes de trânsito nas vias

Placas de sinalização com a nova velocidade máxima na Avenida Radial Leste, em São Paulo
Paulo Lopes/Futura Press
Placas de sinalização com a nova velocidade máxima na Avenida Radial Leste, em São Paulo

Começou a valer nesta sexta-feira (11) os novos limites de velocidade nas vias que formam a Radial Leste e a Ligação Leste-Oeste, na capital paulista. A nova máxima permitida nos dois eixos deixa de ser de 60 km/h e passa a ser de 50 km/h.

Os trechos com a alteração são: avenida Francisco Matarazzo, Ligação Leste-Oeste, avenida Alcântara Machado, viaduto Pires do Rio, Rua Melo Freire, avenida Conde de Frontin, avenida Antônio Estevão de Carvalho, avenida Doutor Luís Ayres, Complexo Viário Itaquera e avenida José Pinheiro Borges.

O limite de velocidade na avenida General Olímpio da Silveira, na Rua Amaral Gurgel e no Elevado Presidente Costa e Silva (Minhocão) já haviam sido alterados.

A redução nas velocidades faz parte do projeto "Programa de Proteção à Vida" da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), que visa diminuir o número de acidentes de trânsito em São Paulo. A medida já foi implementada em vias como as marginais Pinheiros e Tietê, o o Corredor Norte-Sul e a avenida Bandeirantes.

Segundo a CET, também estão previstos no programa a instalação de faixas e painéis informativos para orientar os motoristas sobre as mudanças, além do uso de 321 placas de sinalização em 16 vias.

A gestão Fernando Haddad (PT) na Prefeitura de São Paulo pretende ainda avançar nessa discussão com a ampliação do programa "Áreas 40", que diminui o limite das velocidades em áreas urbanas (bairros) para 40 km/h. Ao menos sete bairros já tiveram a mudança implementada e outras duas regiões devem entrar para esse grupo ainda em 2015.