Tamanho do texto

Tire suas dúvidas sobre doação voluntária e entenda o procedimento da Universidade de São Paulo

O que é doar o corpo?
Significa que após o seu falecimento o seu corpo não será enterrado nem cremado, mas sim ficará no laboratório de Anatomia e será estudado pelos alunos de graduação e pós-graduação. Para não putrefar ou degenerar, são utilizadas substâncias químicas à base de glicerina, que conservam e mantém o corpo em condições ideais e seguras de manuseio.

Alguma lei ampara a doação de corpo?
Sim, de acordo com o Artigo 14 da Lei 010.406-2002 do Código Civil brasileiro: "é válida, com objetivo científico, ou altruístico, a disposição gratuita do próprio corpo, no todo ou em parte para depois da morte. O ato de disposição pode ser livremente revogado a qualquer tempo".

Existem gastos para o doador e sua família?
Não existem gastos para o doador nem para seus familiares. 

Pode-se doar órgãos para transplante e meu corpo para estudo anatômico?
Sim. A doação de órgãos para transplante será realizada anteriormente, assim que constatado o óbito e será utilizado para salvar vidas. 

Quanto tempo o corpo permanecerá no laboratório?
Esse prazo é variável. Há corpos há mais de 50 anos que contribuem para o ensino. O material humano é raro e rico em detalhes que permitem o enriquecimento do conhecimento.

O que será feito com o corpo após o mesmo ser utilizado para estudos?
Após ser completamente estudado, este corpo ou parte dele será sepultado. 

Durante o tempo de estudo, os familiares terão acesso ao corpo?
Não. O acesso é permitido apenas aos alunos, professores e técnicos do laboratório do departamento de Anatomia.

Algum tipo de doença ou idade impedem de ser doador?
Não há contra indicações para doações.

Receberei alguma recompensa por doar meu corpo?
Financeira não receberá, está estabelecido em lei.

Como garantir que meu corpo será doado?
No caso do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, além de preencher os documentos e enviá-los ao departamento, é importante discutir e informar seus familiares sobre esta decisão, para que quando constatado o óbito um dos familiares comunique a USP. Caso os familiares não estejam de acordo com a decisão ou não informar, o desejo não será concretizado.

Como proceder para ser um doador?
Primeiro tenha certeza da sua escolha, informe seus familiares sobre sua decisão e, preferencialmente, em vida, preencha os documentos abaixo, reconheça firma em cartório das assinaturas (doador e testemunhas), e envie uma via original para: Departamento de Anatomia do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo. Os documentos estão no site do instituto.  Clique para ler


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.