Tamanho do texto

Bacilos multirresistentes foram detectados em três hospitais e em uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA)

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal deve apresentar ainda nesta segunda-feira (8) o plano de contingência para tentar diminuir as contaminações por bacilos multirresistentes, chamados superbactérias, nas unidades de saúde. O anúncio foi feito nesta manhã pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro, em evento no Rio de janeiro.

Leia mais:  Saúde confirma três mortes por superbactéria no HRT

Internado há uma semana, dom Paulo Evaristo Arns deixa a UTI

“O plano já havia sido solicitado desde abril, mas houve um compromisso do secretário estadual e da equipe de apresentar as medidas ao Ministério [da Saúde] e a Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] ainda hoje”, disse durante inauguração da central de regulação unificada de serviços de saúde oferecidos pelas redes federal, estadual, municipais e privada, vinculadas ao Sistema Único de Saúde (SUS). 

Exames detectaram a presença das bactérias multirresistentes em três hospitais e em uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Distrito Federal.

Essas bactérias são organismos resistentes à maioria dos grupos de antibióticos disponíveis no mercado. O corpo humano tem várias bactérias, mas, com a ingestão de antibióticos, algumas se tornam resistentes e se multiplicam, provocando infecção. Desta forma, o uso indiscriminado de antibióticos é uma das causas para o surgimento dessas superbactérias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.