Tamanho do texto

Helicóptero voava com cinco pessoas a bordo; de acordo com a FAB, não 'há indícios de sobreviventes até o momento'

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou nesta quarta (3) que a aeronave desaparecida, desde a semana passada no interior do Amazonas, foi encontrada. O helicóptero seguia de aldeia indígena de Pentiaquinho, no município de Atalaia do Norte, para Tabatinga, no Amazonas. De acordo com a FAB, não "há indícios de sobreviventes até o momento".

Entenda: Helicóptero desaparece no interior do Amazonas minutos antes de pousar

Município de Atalaia do Norte, distante 1.325 km de Manaus
Reprodução
Município de Atalaia do Norte, distante 1.325 km de Manaus

O helicóptero modelo AS 355N, de propriedade da empresa Moreto Táxi Aéreo, desapareceu no fim da tarde de sexta-feira (29). O serviço de táxi havia sido contratado pela Secretaria Especial de Saúde Indígena, do Ministério da Saúde, para remoção de pacientes da aldeia. Cinco pessoas estavam a bordo: três moradores da comunidade, o piloto e uma enfermeira.

Ainda não se sabe o que motivou o acidente, mas a FAB disse já ter deslocado para o local uma equipe do 7º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VII) para iniciar as investigações.

De acordo com o advogado da Moreto Táxi Aéreo, Georges Ferreira, a empresa também não apresentou hipóteses sobre o que teria provocado o acidente, mas disse que a empresa vai colaborar com as investigações e já está repassando ao Seripa VII todas as informações a respeito da aeronave. "Ainda não há nenhum fato a ser colocado como causador do acidente. A aeronave estava navegável e com as revisões em dia", disse.

Durante as buscas, a FAB sobrevoou a região por 60 horas cobrindo uma área de 4.315 quilômetros quadrados. Trinta militares trabalharam diretamente nas buscas em duas aeronaves: um helicóptero H-60 Black Hawk e um Hércules C-130.

Também participaram das buscas dois cachorros da raça labrador, oito bombeiros da capital e homens do 8º Batalhão de Infantaria de Selva, do Corpo de Bombeiros de Tabatinga e da Polícia Militar, além de agentes da Defesa Civil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.