Tamanho do texto

Jornal relatou que motorista 'sem coração' vai ser afastado do trabalho. Apelo de Xuxa por punição maior foi relatado

O Dia

A crueldade do motorista de caminhão Jadson James França dos Santos, que atrapelou um cãozinho e depois o jogou no caminhão triturador, repercutiu na mídia internacional nesta segunda-feira. "A atrocidade das imagens incitou revolta na web", publicou o Daily Mail. Já o Mirror, destacou que o "sem coração" responsável pelo "ato brutal" foi afastado do trabalho.

O apelo da apresentadora Xuxa no Facebook por uma punição maior pelo ato hediondo contra o animal indefeso também foi destacado pela imprensa.

Leia mais notícias no portal O Dia

Motorista que jogou cãozinho em triturador foi afastado do emprego
Reprodução
Motorista que jogou cãozinho em triturador foi afastado do emprego

Neste sábado, ela compartilhou com seus mais de 4 milhões de seguidores no Facebook: "Esse cachorrinho, que atravessava a rua, sem mexer com ninguém, teve as patas quebradas, ainda agonizando a dor foi amarrado e puxado pelo pescoço, antes de ser brutalmente assassinado por esse indivíduo, sendo jogado e triturado VIVO na caçamba do caminhão de lixo", publicou.

"E esse MONSTRO poderá recorrer de uma "multa" de 3 mil reais e continuar andando livremente por aí!vamos deixar?? Vamos fazer algo?? Juntos nós podemos", completou a apresentadora.

Leia mais:

Dilma passeia de bicicleta no entorno do Palácio da Alvorada

John Kerry quebra fêmur em acidente de bicicleta na França

De acordo com a empresa coletora de lixo contratada pela prefeitura de Presidente Figueiredo, no Amazonas, o homem deve ser demitido. Nos comentários das páginas, internautas criticam a postura de quem filmou a ação sem fazer nada para ajudar o animal.

O caso aconteceu no bairro do Dutra e veio à tona porque as câmeras de um portal residencial captaram a atrocidade, segundo informou o portal "Anda". As imagens mostram que após atropelar o cão, Jadson parou o caminhão, amarrou o cachorro pelo pescoço, arrastou-o até o veículo e lançou-o para dentro do triturador. Segundo relatos nas redes sociais, sem esboçar qualquer arrependimento pelo ato, Jadson teria dito que “bicho é bicho e gente é gente”.

A Secretaria de Meio Ambiente fez boletim de ocorrência e multou o motorista em R$ 3 mil. A decisão ainda cabe recurso. O deputado estadual Feliciano Filho enviou ofício ao Procurador Geral de Justiça do Estado do Amazonas solicitando imediata punição do motorista. "Não consigo esquecer o olhar do cachorrinho sendo arrastado já com as pernas quebradas", disse o deputado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.