Rosemary Costa Pinto
Reprodução
Rosemary Costa Pinto

A diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FSV), Rosemary Costa Pinto, morreu na tarde de sexta-feira, em Manaus, vítima de complicações da  Covid-19 . O Amazonas decretou luto oficial de três dias no estado.

Ela, que no final do ano passado foi homenageada com a medalha da Ordem do Mérito do governo do Amazonas, recebeu o diagnóstico para a doença no dia 5 de janeiro, começou o tratamento em casa, mas precisou ser internada no dia 11. O quadro piorou e ela não resistiu.

Em declaração, o governador do estado lamentou a perda. "Era a palavra que nos orientava e que tinha o respeito de todos que a ouviam", disse Wilson Lima (PSC).

Já a FSV escreveu uma nota oficial após a confirmalçao. "Incansavelmente, esteve reunida, diariamente, com a equipe de linha de frente da instituição, durante toda a pandemia, guiando, estudando e articulando medidas que apontassem o caminho a ser traçado pelo Amazonas no combate à pandemia", afirmou.

Farmacêutica bioquímica formada pela Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, a sanitarista e epidemiologista foi uma das fundadoras da Fundação de Vigilância em Saúde no Amazonas, onde estava havia 25 anos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários