Tamanho do texto

Por enquanto, sabe apenas que curto-circuito no gerador no subsolo do edifício causou a tragédia. Laudo final está para ser apresentado


incêndio em hospital no Rio arrow-options
Celso Pupo/Fotoarena/Agência O Globo
Macas foram montadas no meio da rua após incêndio atingir o Hospital Badim, na Tijuca


Acabou a perícia no Hospital Badim, no Rio de Janeiro, três dias após o grande incêndio que causou a morte de 11 pessoas. Mas ainda restam dúvidas sobre as causas da tragédia que deverão ser esclarecidas apenas depois de testes numa peça do gerador que ficava no subsolo de edifício, entrou em curto-circuito e deu origem às chamas.

LEIA MAIS: Veja quem são os mortos do incêndio no Hospital Badim

De acordo com o delegado Roberto Ramos, titular da 18ª DP (Praça da Bandeira), os testes que precisam ser feitos em uma peça do gerador irão reforçar o laudo, cuja versão final ainda depende os resultados colhidos a partir a análise de técnicos da fabricante do componente. Portanto, ainda seguem as investigações sobre o incêndio

 LEIA MAIS: Cinco vítimas de incêndio em hospital serão enterradas neste sábado

Ainda conforme Ramos, os técnicos que fazem a manutenção no gerador estão capacitados e têm as ferramentas adequadas para que a retirada da peça do gerador seja feita corretamente. Assim, todos as dúvidas sobre o incêndio no Hospital Badim, no Rio de Janeiro, serão esclarecidas.