Tamanho do texto

Começaram nesta segunda as inscrições dos possíveis substitutos de Theresa May na liderança do Partido Conservador; escolhido será primeiro-ministro

Boris Johnson
Leon Neal/ Agence France Presse/ Estadão Conteúdo 30.06.2016
Ex-prefeito de Londres, Boris Johnson é favorito para assumir lugar de Theresa May

Candidatos iniciaram suas campanhas para competir ao cargo de líder do Partido Conservador do Reino Unido. O comando da legenda que tem a maioria no Parlamento britânico, que era exercido por Theresa May até a última sexta-feira (7), também determina quem será o próximo primeiro-ministro.

Leia também: Entenda as derrotas em série que derrubaram Theresa May

O partido começou a aceitar candidaturas para o cargo nesta segunda-feira (10). A disputa ocorre após a  renúncia de  Theresa May  em meio a um conturbado período de negociações de um acordo para o Brexit, que ainda não foi aprovado.

O novo ocupante do cargo terá a difícil missão de solucionar esse impasse. Os candidatos têm apresentado suas perspectivas sobre a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) e pedindo apoio. 

Um levantamento feito por uma revista com integrantes do partido, no início deste mês, revelou que o ex-secretário de Estado para Assuntos Exteriores Boris Johnson, um defensor linha-dura do Brexit , é o grande favorito para o cargo, com 42% das intenções de voto, seguido pelo secretário do Meio Ambiente, Michael Gove, com 12%.

A primeira votação dos membros do Partido Conservador na Câmara dos Comuns vai ocorrer já nesta quinta-feira (13). Por meio de sucessivas rodadas de votação, os candidatos serão reduzidos a dois, que competirão na última etapa pelos votos de aproximadamente 120 mil membros da legenda.

Leia também: Candidato ao cargo de primeiro-ministro no Reino Unido admite ter usado cocaína

O sucessor de Theresa May  deve ser escolhido no fim de julho, quando também assumirá o cargo de primeiro-ministro.