Tamanho do texto

Presidente confirmou sua ida até a Arena Condá, casa do time do Chapecoense, para prestar a última homenagem aos jogadores que perderam suas vidas em acidente aéreo na Colômbia

Presidente Michel Temer pode participar de homenagem aos mortos em tragédia na Colômbia
Reprodução
Presidente Michel Temer pode participar de homenagem aos mortos em tragédia na Colômbia

O Presidente da República  Michel Temer que desembarcou no aeroporto municipal de Chapecó, em Santa Catarina, por volta das 8h50 da manhã deste sábado (3), acaba de confirmar a sua participação no velório coletivo que vai acontecer na casa da Chapecoense, a Arena Condá.  Anteriormente ele havia confirmado apenas sua participação na cerimônia fúnebre que ocorreu no aeroporto de Chapecó, em Santa Catarina, pela manhã. 

 LEIA MAIS:   Bombeiro diz que havia 10 sobreviventes em avião da Chapecoense

No aeroporto, o presidente Michel Temer foi recebido pelo governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo e pelos ministros do Esporte Leonardo Picciani e do trabalho, Raimundo Nogueira. No local as esteiras que transportam malas foram cobertas com um pano preto e enfeitada com flores, simulando o local de um velório para o presidente possa prestar sua homenagem aos jovens que perderam suas vidas na tragédia. Local está o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, que também prestará homenagem aos ex-jogadores da Chapecoense .

Especulações davam como confirmada a não participação do presidente da república na cerimômia na Arena Condá, casa do time da Chapecó. Mas, após o término das primeiras homenagens ocorridas no aeroporto de Chapeco, Temer confirmou que estará na Arena Condá. "Estou aqui ao lado do embaixador da Colômbia no Brasil para prestar uma última homenagem aos falecidos neste trágico acontecimento. Foi um acontecimento, como vocês sabem, que abalou o País, abalou o mundo. Até correspondentes internacionais aqui acompanhando este fato. Mas na verdade quando eu vejo, há pouco alguém me dizia que esta chuva que está acontecendo aqui, deve ser São Pedro chorando pela morte dos jogadores".

Michel Temer aproveitou também para agradecer a Colômbia por todo o apoio nesse momento de tristeza. "E também nós devemos registrar, e eu aproveito para registrar ao lado do embaixador da Colômbia aqui no Brasil, aproveito para registrar os agradecimentos do povo brasileiro ao povo colombiano, ao governo colombiano, ao presidente Juan Manuel Santos e a todas as autoridades que facilitaram enormemente o traslado dos corpos". 

LEIA MAIS:  "Fiz o possível", diz controladora de voo fatal com elenco da Chapecoense

Homenagens

Após a cerimônia fúnebre no aeroporto de Chapecó, em que o presidente da República Michel Temer entregará às famílias das vítimas no acidente aéreo, Medalha da Ordem do Mérito Desportivo como reconhecimento do governo federal e do povo brasileiro pelos serviços prestados ao País. Acredita-se que o presidente faça um discurso, mais isso ainda não está confirmado, assim como a sua ida à Arena Condá também não está prevista.  

Haverá também um cortejo pelas ruas da cidade catarinense que deve durar cerca de uma hora e meia. Três caminhões decorados com a bandeira e as cores do time vão desfilar com os caixões.

Transporte das vítimas

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) pousou pontualmente às 9h30 da manhã no aeroporto de Chapecó.  Ao todo, dois aviões transportaram as vítimas da tragédia com o avião que levava o time da Chapecoense, comissão técnica e jornalistas para a partida de decisão da Copa Sul-Americana, na madrugada da última terça-feira (29), na Colômbia.

Até ás 10h da manhã deste sábado (3), todos os corpos das vitimas chegaram ao aeroporto de Chapecó, e após as honras militares que vão receber do Presidente Michel Temer,  serão levados ao estádio da Chapecoense, a Arena Condá.

Na Arena, durante a primeira hora, a cerimônia será fechada apenas para familiares e amigos das vitímas. Após, o local será aberto ao público para que os torcedores possam prestar a última homenagem aos jogadores, comissão técnica e jornalistas de Chapecó. São esperadas 50 mil pessoas no velório coletivo. 

LEIA MAIS:  Corpos das vítimas da Chapecoense chegam a Chapecó para o velório coletivo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.