Tamanho do texto

A poesia esteve presente em textos como o do português José Saramago e do brasileiro João Cabral de Melo Neto. Até um trecho da canção de "Querido Diário", de Chico Buarque de Holanda, se fez presente no segundo dia de prova do Enem 2016

Segundo dia de Enem teve português, matemática e redação sobre intolerância religiosa
Elza Fiuza/Arquivo Agência Brasil
Segundo dia de Enem teve português, matemática e redação sobre intolerância religiosa

O segundo dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) manteve a interpretação de texto como foco para as respostas das 180 questões de língua portuguesa, estrangeira e de matemática.  O tema da redação – "Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil" – foi bem aceita pelas mais de 8 milhões de pessoas inscrita para o exame.

+ Balanço Enem 2016: Ministro da Educação fala em sucesso absoluto

Na opinião do coordenador geral do Etapa, Marcelo Dias Carvalho, a redação do Enem 2016 seguiu o padrão dos anos anteriores e manteve a proposta cultural do exame médio.  “O tema da redação não fugiu da proposta social do Enem e envolveu questões relacionadas aos direitos humanos e a intolerância religiosa”, explicou.  Carvalho afirmou ainda que, o aluno que prestou atenção aos quatro textos de reflexão que constavam no Enem conseguiria se posicionar de forma fácil sobre o assunto. “A redação do Enem cobrou um posicionamento do aluno e os textos de apoio mostraram os pontos centrais, como por exemplo, a defesa da diversidade religiosa”.

Questionado se o fator religião não influenciaria de forma negativa os estudantes mais devotos, Carvalho afirmou que, quem estava preparado para o Enem, saberia se expressar sem evidenciar suas escolhas religiosas. “Bastava ler as instruções e quem fez isso e se preparou para prova, não cometeu esse deslize”, disse ao que completou: “Mas sim, podemos ter casos do fator religião falar mais alto na redação”.

+ PF deflagra operações de combate a fraudes no Enem 2016

E foi justamente o fator religião que gerou dívida na publicitária Pamela Santos. “Minha religião vem dos afrodescendentes e eu acho que foquei mais em falar da religião e não no tema da redação que era a intolerância relogiosa”, disse.  Com a pretensão de cursar veterinária mesmo já tendo uma formação, Pamela afirmou que não se preparou para o exame, que fez apenas um “aulão” de redação e que isso não a impediu de fazer um bom exame. “Eu achei a prova relativamente fácil e foi focada em interpretação”, explicou. O que mais pesou no segundo dia de prova foi o tempo para a realização do exame. “Foi muito demorado fazer o exame hoje. Terminei em cinco horas. A maioria das pessoas que estavam na mesma sala que eu, também demorou a entregar”, enfatizou ela.  

Questões mais curtas

O educador do Etapa, Marcelo Dias Carvalho, explicou que diferente dos anos anteriores o segundo dia de prova do Enem foi de questões mais curtas, porém que demandavam mais atenção. “Muitos textos como sempre, mas eles estavam mais curtos e precisavam de bastante atenção e interpretação”, disse.  Para ele o grau de dificuldade do Enem 2016 foi médio e que a tendência é que a prova torne-se cada vez mais complexa.

A opinião é compartilhada por Indira Rodriguês, que prestou o Enem neste final de semana. “Comparada com a prova de sábado (5), hoje (domingo 6) foi bem  mais tranquila”. Prestando a prova apenas para “testar conhecimentos”, Indira afirmou que as questões pareceram mais longas  neste ano. “Estavam extensas, mas muito bem elaboradas”, disse.

Indira afirmou ainda que, diferente dos anos anteriores, o Enem 2016 não apresentou questões com mais de uma resposta possível. “As perguntas estavam realmente mais elaboradas”. A informação é confirmada por Carvalho. “Textos bem elaborados e respostas que não geraram dúvidas”.  Veja questões comentadas pelos professores do Anglo. 

Matemática e outros temas

O coordenador geral do Etapa, afirmou que a prova de matemática não foi nenhum bicho de sete cabeças. “Como todo ano, questões com gráficos e índices estavam presentes,  e nem sempre eram necessários cálculos para responder a questão”.  Ainda segundo o educador, a  poesia esteve presente em textos como o do português José Saramago e do brasileiro João Cabral de Melo Neto. Até um trecho da canção de "Querido Diário", de Chico Buarque de Holanda, se fez presente no segundo dia de prova do Enem 2016. Questões polticas ficaram de fora do Enem deste ano. 

Veja a correção comentada do Anglo

O gabarito oficial da prova do Enem 2016 sai na quarta-feira (9) e o resultado será divulgado pelo MEC em 19 de janeiro.

 + Na saída do Enem, estudantes elogiam tema da redação e reclamam do cansaço

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.