Tamanho do texto

Para o Papa, contexto atual, "caracterizado pela presença e o desenvolvimento das mídia digitais, pela convergência e interatividade, requer uma redefinição" na Santa Sé"

Papa Francisco recebe delegação da Ecumenical Patriarchate of Costantinople em audiência privada no Vaticano
AP_27jun2015
Papa Francisco recebe delegação da Ecumenical Patriarchate of Costantinople em audiência privada no Vaticano

O papa Francisco decretou neste sábado (27) a criação de um ministério dedicado à Comunicação, que será dirigido pelo diretor do Centro de Televisão do Vaticano (CTV), padre Dario Viganò, e vai começar a funcionar na próxima segunda-feira (29), anunciou o Vaticano em comunicado.

De acordo com a mensgem, o papa ressaltou que “o contexto midiático atual, caracterizado pela presença e o desenvolvimento das mídia digitais, pela convergência e interatividade, requer uma redefinição do sistema de informação da Santa Sé". O cenário midiático também obriga uma reorganização que conduza a uma "integração e gestão unitária”, acrescentou.

Leia mais:  Seria o papa Francisco comunista?

Papa Francisco é responsável por intermediar reaproximação de EUA e Cuba

Um ano de papa desafia paróquias a adotar sua proposta de simplicidade

O novo ministério reagrupa o Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais, o Gabinete de Imprensa, a Rádio Vaticano, o CTV, o jornal L'Osservatore Romano, o Departamento de Fotografia, a editora do Vaticano, a tipografia e o serviço de internet. Ele também ficará encarregado do site institucional do Vaticano e da conta do papa na rede social Twitter.

O papa Francisco se prepara para uma viagem à América Latina, entre os dias 5 e 12 de julho. Hoje, as conferências episcopais dos três países que ele visitará – Equador, Bolívia e Paraguai – divulgaram um vídeo de saudação do papa aos fiéis. De modo especial, ele lembrou dos mais necessitados, idosos, enfermos, encarcerados, pobres e das “vítimas desta cultura do descarte”.

Será a nona viagem internacional do papa Francisco, quando completará 14 países visitados. Entretanto, essa viagem é a primeira em que os anfitriões falam o mesmo idioma de Francisco, o espanhol.

*Com informações da Agência Lusa e Rádio Vaticano

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.