O submarino nuclear de ataque (SNA) francês Emeraude se integrou nesta quarta-feira às operações de busca das caixas-pretas do Airbus da Air France que desapareceu no Atlântico após decolar do Rio de Janeiro, anunciou o Estado-Maior da França.

"O 'Emeraude' começará sua patrulha na manhã em uma primeira zona de busca de 20 por 20 milhas náuticas, ou seja 36 por 36 km, que deve levar um dia", afirmou o capitão de navio Christophe Prazuck.

"Mudará de zona a cada dia na missão, que não teve a duração fixada", completou, antes de afirmar que o submarino terá a ajuda a partir da tarde do navio "Mistral".

Voo 447 da Air France

O uso de um SNA em tais circunstâncias é uma novidade, pelo menos para a França. O "Emeraude" utilizará sonares para tentar localizar o sinal emitido pelas caixas-pretas.

Com uma tripulação de 72 homens e os 226 a bordo do "Mistral", o dispositivo francês de busca estará integrado por quase 400 militares, contra 160 até terça-feira.

Às duas unidades se unirão à fragata Ventôse, a dois aviões de patrulha marítima Breguet Atlantique e ao avião de vigilância marítima Falcon 50.

Entenda

Dor das famílias

Vídeos

Fotos

Leia também



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.