Presidente da CSA está no avião da Air France que desapareceu, diz agência

BRASÍLIA - O presidente do Conselho de Administração da ThyssenKrupp Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), Eric Heine, estava no vôo da Air France que desapareceu depois de decolar domingo (31) do Rio de Janeiro com destino a Paris.

Agência Brasil |

Veja no infográfico a rota do airbus avião da Air France desaparece

Segundo a Agência Brasil, a assessoria de imprensa da companhia informou que Heine, de 41 anos, viajava a trabalho, sozinho, com destino à Alemanha, sede da Thyssen. Heine viaja muito para a Alemanha e os Estados Unidos, onde a empresa também mantém negócios.

Entre os 216 passageiros do vôo desaparecido, também está o chefe de gabinete da Prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Parente, que viajava com mulher. A assessoria de imprensa da prefeitura informou que ele não estava a trabalho.

A Air France só deve divulgar a lista completa com os passageiros do Airbus A330 depois que as famílias forem comunicadas

Perfil

Nascido na África do Sul, Erich Heine chegou ao Brasil em maio de 2008 para ocupar o cargo de presidente da ThyssenKrupp Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA). Antes, trabalhava na sede da empresa, na Alemanha.

Heine comandava um negócio no qual o grupo alemão está investindo cerca de US 5 bilhões. A siderúrgica, localizada em Santa Cruz, no Rio de Janeiro, deve entrar em operação em dezembro de 2009. Além da ThyssenKrupp, a CSA tem como sócio minoritário, com 10%, a Vale do Rio Doce.

Heine tinha 41 anos. Era casado, e tinha três filhos. Segundo a empresa, sua família está no Rio de Janeiro.

Saiba mais:

Relatos

Leia também:

Leia mais sobre: viagem aérea

    Leia tudo sobre: viagem aérea

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG