Polícia Federal já colhe DNA para identificação de vítimas do voo 447

Quatro peritos em identificação humana da Polícia Federal (PF) de Brasília se reuniram nesta quarta-feira no Recife com integrantes da Policia Civil de Pernambuco para definir a forma de atuação na identificação de vítimas do voo 447 da Air France que possam vir a ser resgatadas durante operação do Ministério da Defesa. A PF vai atuar na identificação por meio de DNA.

Redação com Agência Estado |

De acordo com a assessoria de comunicação da PF em Brasília, já começaram a ser coletados materiais genéticos de parentes das vítimas, no Rio de Janeiro, para ajudar na identificação.

Segundo o Ministro da Defesa, Nelson Jobim, os trabalhos serão iniciados quando os corpos começarem a ser localizados. "A busca do material genético será feita à medida que iniciar a descoberta dos corpos", disse Jobim.

A equipe da Polícia Civil - que inclui um legista, um perito criminal, e um papiloscopista - deverá ficar encarregada de fazer a triagem de material coletado, indicando se a identificação poderá ser feita por meio de impressão digital, arcada dentária ou DNA.

A Air France confirmou que a companhia deve divulgar a lista com os nomes dos 228 passageiros e tripulantes do voo AF 447 ainda nesta quarta, no fim da tarde. Nem todos os nomes serão divulgados, pois algumas famílias não autorizaram.

A aeronave desapareceu no Oceano Atlântico durante o percurso Rio de Janeiro-Paris. O último contato do Airbus registrado é das 23h14 de domingo. Na terça, o Ministério da Defesa confirmou a queda do avião com base em destroços encontrados próximos à costa brasileira.

Veja no infográfico a rota do airbus Voo 447 da Air France

Saiba mais:

Passageiros e relatos

Vídeos:

Leia também:

Leia mais sobre viagem aérea

    Leia tudo sobre: avião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG