Pilotos da Air France vão passar por simulação do acidente com voo 447

Todos os pilotos de Airbus da companhia - mais de 3.000 pessoas - receberão uma formação em simuladores que não estava prevista

AFP |

Os pilotos da Air France terão uma sessão especial de treinamento em altas altitudes em um simulador de voo, para recriar as falhas das sondas Pitot registradas durante o acidente do avião que fazia a rota Rio-Paris em junho, afirmou à AFP um sindicato de pilotos.

O Sindicato Nacional de Pilotos de carreira (SNPL, em francês) confirmou à AFP uma informação divulgada no site da revista Le Point. A companhia aérea não quis comentá-la.



Nos próximos dias e durante três meses, todos os pilotos de Airbus da companhia, ou seja, mais de 3.000 pessoas, receberão uma formação em simuladores que não estava prevista no programa de reciclagem.

"Entre meados de setembro e de dezembro, todos os pilotos da família Airbus participarão, além das quatro sessões de simulação habituais, de uma sessão adicional cuja duração desconheço", explicou à AFP Erick Derivry, porta-voz do SNPL.

Segundo esse sindicato, a sessão adicional servirá para "reproduzir as condições de perda de informação de velocidade em altas altitudes, situação enfrentada pela tripulação do voo AF447", que caiu no dia 1º de junho no Oceano Atlântico deixando 228 mortos.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG