Piloto da Air France diz que bomba pode ter causado problema no voo 447

Um piloto da Air France ouvido pelo jornal francês ¿Le Figaro¿ afirmou que a explosão de uma bomba poderia ter causado os problemas enfrentados pelo voo 447 da companhia, que desapareceu dos radares durante um percurso entre Rio de Janeiro e Paris. Segundo o profissional, que pediu para não ser identificado, a hipótese de ataque terrorista é apenas uma a ser considerada na busca de explicações para o caso.

Redação |

Veja no infográfico a rota do airbus avião da Air France desaparece

Pode-se muito bem imaginar que uma bomba tenha causado uma despressurização da aeronave, afirmou o piloto, dizendo que, caso a bomba fosse pequena, o avião levaria tempo para se desfazer em pedaços. Se fosse uma bomba grande, poderia explodir o avião de uma só vez. Isso explicaria a razão pela qual a aeronave não teve tempo de enviar um sinal.

O piloto não acredita na possibilidade de uma pane elétrica ter causado o acidente. Segundo ele, existem cinco tipos de fonte de energia elétrica em uma aeronave, e para uma falha total acontecer, é preciso que todas as fontes deixem de funcionar. Isso me parece difícil, afirmou.

Para o piloto, também é pouco provável que a aeronave tenha sido atingida por um raio. O que sabemos é que existiu uma forte turbulência e problemas elétricos, disse. Na história da aviação, não se conhece nenhum caso no qual um raio tenha causado a perda de uma aeronave.

Na entrevista ao Le Figaro, o piloto disse acreditar que jamais se saberá ao certo o que realmente aconteceu. O avião estava sobrevoando o Atlântico. Se ela explodiu no ar, seus destroços podem estar espalhados por dez quilômetros, explicou.

Saiba mais:

Passageiros e relatos

Leia também:

Leia mais sobre viagem aérea

    Leia tudo sobre: avião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG