Ministério da Justiça pode criar Câmara de Indenizações para ajudar parentes

BRASÍLIA - O ministro da Justiça, Tarso Genro, disse nesta quinta-feira que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Ministério estuda a criação de uma ¿Câmara de Indenizações¿ para atender os parentes das vítimas brasileiras do acidente com o vôo 477 da Air France.

Carol Pires, repórter em Brasília |

Esta Câmara negociaria a indenização aos parentes com representantes da Air France, a seguradora da empresa e integrantes do Ministério Público Federal. Faria, também, a mediação com os familiares. O valor proposto pelo governo chegou a ser 30% superior ao oferecido pelas seguradoras em outros acidentes aéreos.

Em 2007, o ministério havia criado uma Câmara de Indenizações para atender alguns parentes das vítimas do acidente com o avião da TAM, que se chocou contra um prédio em frente ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, causando a morte de 199 pessoas.

De acordo com Archelal Xavier, da associação de vítimas do voo 3054 da TAM, esse apoio do governo é importante. Enquanto por um lado as famílias e crianças estão chorando, do outro lado, existem negociadores especialistas tentando derrubar e diminuir o valor das indenizações, disse Xavier, que esteve reunido nesta quinta-feira com o ministro Tarso Genro.

Segundo a secretária de Direito Econômico do Ministério da Justiça, Mariana Tavares, porém, o momento de recorrer à Justiça por indenização será escolhido pelas famílias. É possível criar a câmara, mas esse é o momento de respeitarmos o luto das famílias. Estamos acompanhando junto com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) a prestação do dever de assistência e, no momento adequando, se as famílias assim desejarem, estaremos à disposição, explicou.

Resgate e novos destroços

Um navio da Marinha do Brasil resgatou, nesta quinta-feira, destroços que estavam a 550 km de Fernando de Noronha . Entre os objetos encontrados estava um pallet, um suporte usado para a acomodação de cargas, que varia em cada avião. A confirmação se os destroços são do voo 447 da Air France, que desapareceu na segunda-feira, pode vir da análise desta peça.

Também nesta quinta-feira, a Força Aérea Brasileira (FAB) encontrou nesta quinta-feira mais destroços que podem ser do Air France mas ainda não há sinal de corpos .

Entenda

Dor das famílias

Vídeos

Fotos

Leia também

    Leia tudo sobre: marinhavoo 447 da air france

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG