Jornalista que trabalha na Petrobras estava a bordo do voo 447

RIO DE JANEIRO - A jornalista Adriana Francisco Sluijs, funcionária da assessoria da presidência da Petrobras, estava no voo 447 da Air France, que caiu no domingo, dia 31 de maio.

Redação |

Veja no infográfico a rota do airbus avião da Air France desaparece

A mãe da jornalista, Vazti Esther Van Sluijs, de 70 anos, afirmou que o último contato que teve com a filha foi pelo celular. Sem poder chegar a tempo no aeroporto para se despedir da filha, a mãe resolveu telefonar para desejar uma boa viagem.

"Eu estou travada. Ao mesmo tempo que eu tenho um coração agradecido por tê-la como filha, eu estou travada porque eu não acredito. Eu sei da pequenês do ser humano diante da grandeza de Deus, disse Vazti.

Ela conta que a viagem de sua filha estava marcada para o dia 25 de maio e foi adiada para o domingo do acidente. Ela seguia para a Coreia do Sul em uma viagem de trabalho. A mãe lamenta que não conseguiu ir ao aeroporto para se despedir da filha por problemas de transporte.

Eu tive dificuldades de pegar ônibus, porque no domingo tem pouca condução e vi que não dava mais tempo para me despedir dela. Ela me ligou e disse: mamãe, a senhora não vem se despedir de mim?. Aí eu disse: Adriana, ficou difícil pegar ônibus, mas de qualquer forma, nenhuma mãe tem uma filha melhor que você, você não parece desse mundo, você é a melhor filha do mundo, nenhuma mãe tem uma filha como você, se emociona, ao lembrar das últimas palavras ditas à filha em uma ligação telefônica.

(*com informações da Agência Brasil)

Entenda

Dor das famílias

Vídeos

Fotos

Leia também

    Leia tudo sobre: avião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG