Hércules C-130 pousa no Recife com 21 corpos de vítimas do voo 447

RECIFE- A Aeronáutica confirmou neste sábado que a aeronave Hércules C-130 pousou na base aérea do Recife às 14h40, com 21 corpos das vítimas do voo 447 vindos de Fernando de Noronha. Três carros do Instituto Médico Legal já estão no local para levá-los para o bairro de Santo Amaro, na área central do Recife, distante 45 minutos da base.

Socorro Macedo, especial para o Último Segundo |



Um pouco antes de voar, o Hércules teve problemas no trilho do pallet e precisou atrasar a viagem para realização da troca do trilho. O avião partiu às 13h10.

Em Noronha, restam apenas sete corpos que devem chegar ainda neste domingo (14) à capital pernambucana, visto que os trabalhos dos peritos estão mais rápidos.

Ainda não há informação de que os seis corpos encontrados nos navios franceses já estão em navios brasileiros, quando poderão ser confirmados pela Aeronáutica e Marinha do Brasil.

A perícia dos outros 16 corpos que estão no IML ainda não foi concluída. O número de corpos pode chegar a 50, mas apenas 44 estão confirmados.

No Recife, o corpos passarão por um trabalho de identificação. Em Noronha, eles são submetidos a perícias iniciais. Ele são fotografados e são coletadas e catalogadas as vestimentas e pertences, para que o trabalho de identificação a ser feito no IML seja facilitado.

É feita, ainda, nesta oportunidade, a coleta de impressões digitais e, em seguida, a coleta de duas amostras do material genético. Uma delas permanece na ilha e a outra segue para o Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal, em Brasília, para eventual necessidade do exame de DNA.

Um total de dez peritos trabalha em Fernando de Noronha, sendo sete da Polícia Federal e três de Pernambuco. No Recife, trabalham 41 peritos, de Pernambuco, Ceará, Alagoas e Paraíba, além de dois da Polícia Federal. Há ainda a participação de dois peritos franceses, a título de observadores, uma vez que a França é a responsável pela investigação sobre as causas do acidente.

O processo de identificação poderá ser realizado de três formas: a identificação papiloscópica, o exame de arcada dentária e, se necessário, o exame de DNA.

Na manhã deste sábado (13), três corpos chegaram a Fernando de Noronha às 10h06 (horário local). Os cadáveres foram transferidos da fragata Constituição para o helicóptero H-60 BlackHawk, da Força Aérea Brasileira, e estavam extremamente mutilados. Eles estão em três sacos independentes e foram acondicionados em um saco maior, ainda preservando a independência de cada material. 

Entenda

Dor das famílias

Vídeos

Fotos

Leia também

Leia mais sobre: voo 447

    Leia tudo sobre: acidente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG