França abre investigação sobre homicídio no caso de avião da Air France

Paris - O Tribunal de Paris anunciou nesta sexta-feira a abertura de uma investigação por homicídio involuntário em relação ao desaparecimento do avião da Air France que fazia o trajeto Rio de Janeiro-Paris com 228 pessoas a bordo.

Redação com agências |

A investigação não é contra ninguém em particular, afirmou o tribunal em comunicado, no qual informa que a juíza instrutora será Sylvie Zimmerman.

Voo 447 da Air France

A corte informou ainda que a Promotoria de Paris enviou uma carta a cada família das vítimas para notificar sobre o procedimento penal e informar da designação de associações de ajuda aos afetados.

Além disso, comunicou a abertura do correspondente processo civil no Tribunal de Grande Instância da capital francesa.

Buscas

Fortes chuvas na região onde teria caído o avião da Air France que desapareceu com 228 pessoas a bordo atrapalhavam nesta sexta-feira a busca de destroços, que continuaram mesmo assim, segundo o brigadeiro Ramon Borges Cardoso, diretor do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea).

"Há muita chuva, e isso prejudica a visibilidade", explicou o militar. As operações de busca, que começaram no início da segunda-feira, se concentram em uma área próxima ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo, situadas cerca de 704 quilômetros de Fernando de Noronha e 1.300 quilômetros de Recife.

Participam das tarefas aviões e navios de Brasil, França, Estados Unidos, Espanha e outros países, que, após quatro dias de busca, não conseguiram achar vestígios do Airbus A330-200, que tinha partido do Rio de Janeiro em direção a Paris.

Entenda

Dor das famílias

Vídeos

Fotos

Leia também

    Leia tudo sobre: acidente aéreo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG