voo 447 da Air France fizeram, nesta quarta-feira, uma celebração ecumênica na catedral de Notre Dame, em Paris." / voo 447 da Air France fizeram, nesta quarta-feira, uma celebração ecumênica na catedral de Notre Dame, em Paris." /

Famílias de desaparecidos fazem cerimônia ecumênica em Notre Dame

PARIS - Familiares e amigos dos passageiros do http://ultimosegundo.ig.com.br/voo447airfrance/ target=_topvoo 447 da Air France fizeram, nesta quarta-feira, uma celebração ecumênica na catedral de Notre Dame, em Paris.

Alline Cury, correspondente do iG em Paris |

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, acompanhado da primeira-dama, Carla Bruni, também foram à igreja para prestar seus tributos aos familiares das vítimas do acidente.

Além de Sarkozy, o premiê François Fillon e o ex-presidente francês Jacques Chirar também foram à catedral para a celebração nesta terça-feira.


Sarkozy e Carla Bruni participaram da celebração / AP

Por ser uma missa fechada apenas para familiares e funcionários da Air France, milhares de pessoas ficaram do lado de fora da catedral e acompanharam a celebração pelo sistema de som montado na praça da catedral.

Vários funcionários uniformizados da companhia aérea Air France, alguns deles com óculos escuros, chegaram pouco antes do início da cerimônia. As famílias chegaram ao lugar em ônibus.

Celebração emocionante

Com a catedral cheia, uma mensagem de solidariedade enviada pelo papa Bento 16, lida pelo arcebispo de Paris, André Vingt-Trois, abriu a homenagem.

O cardeal leu em seguida um trecho de "O Pequeno Príncipe", do escritor e aviador Antoine de Saint-Exupéry, também desaparecido em um acidente aéreo sobre o mar.

Durante a celebração, um dos momentos mais marcantes foi a leitura do poema "Passos sobre a areia", do poeta brasileiro Ademar de Barros. Os versos foram lidos em francês e depois em português por um funcionário da Air France visivelmente emocionado.

Para lembrar as 228 possíveis vítimas do voo AF 447, o mesmo número de velas foi aceso na catedral.

Mais cedo, foi realizada uma cerimônia na Grande Mesquita de Paris. "Se forem cristãos, muçulmanos, judeus ou de qualquer outra religião presente na França, nós queremos expressar nosso apoio à dor das famílias, ao seu sofrimento", disse a jornalistas o líder da Grande Mesquita, Dalil Boubakeur.

"Momento inoportuno"

Fabrice Monteiro, irmão de um dos passageiros do Airbus A330 da companhia francesa, considerou a cerimônia inoportuna. "Esta cerimônia é completamente prematura, uma vez que ainda não temos respostas concretas. As famílias não têm tempo de fazer um luto interno", disse à rede de tevê i-Télé.

O Airbus A330 desapareceu quando sobrevoava o Oceano Atlântico. O avião havia partido do Rio de Janeiro às 19h de  domingo e deveria ter chegado a Paris às 6h15 de segunda-feira (horário local), mas os controladores de voo perderam a comunicação com o piloto cerca de três horas depois da decolagem. Segundo a Air France, havia 228 pessoas a bordo da aeronave: 216 passageiros e 12 tripulantes.

Veja no infográfico a rota do airbus avião da Air France desaparece

Entenda

Dor das famílias

Vídeos

Fotos

Leia também

    Leia tudo sobre: acidente aéreo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG