Veja a lista não-oficial confirmada por parentes e empresas." / Veja a lista não-oficial confirmada por parentes e empresas." /

Familiares lamentam e pedem respostas sobre voo 447 da Air France

RIO DE JANEIRO - Dezenas de familiares dos brasileiros que estavam a bordo do voo 447 da Air France, que desapareceu quando fazia a rota Rio-Paris, esperam confirmações sobre os restos de uma aeronave visualizados pelos aviões de buscas da FAB no oceano Atlântico. No avião, que levava 228 pessoas, havia passageiros de 32 nacionalidades, sendo a maioria brasileiros e franceses. Até agora nenhuma lista oficial com nomes dos que estavam a bordo foi divulgada pelas autoridades, nem pela companhia aérea no Brasil. http://ultimosegundo.ig.com.br/voo447airfrance/2009/06/01/veja+os+nomes+de+passageiros+que+estavam+no+aviao+da+air+france++6471920.html target=_topVeja a lista não-oficial confirmada por parentes e empresas.

Redação |

Segundo a diretora da Air France no Brasil, Isabelle Birem, a lista dos que estavam no voo desaparecido há quase 40 horas pode ser divulgada na quarta-feira.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, chegou ao hotel Windsor por volta das 16h, e vai se reunir com os familiares dos passageiros.

Abalada, a mãe do dentista Ronnel Amorim, que morava em Londres e veio passar aniversário com a família, não escondia a tristeza e falta de esperanças sobre o destino de seu filho.

"Ele faleceu no dia do aniversário dele. Vou questionar com o ministro  por que tanta demora na confirmação das informações", disse Diana Raquel, após ser informada que aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) avistaram na manhã desta terça-feira destroços de um avião no oceano Atlântico, perto do local onde o Airbus A330 fez o último contato na noite de domingo.

A mãe do passageiro está no hotel, na zona oeste do Rio, onde a companhia aérea montou um esquema especial para atender familiares dos que estavam a bordo do avião.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), cerca de 50 pessoas passaram a noite no hotel. A cada momento, chegam familiares em busca de informações.

O avião da Air France passou por forte turbulência quatro horas após decolar do Rio, na noite de domingo, e 15 minutos depois enviou uma mensagem automática reportando problemas elétricos e despressurização.

EFE
Parentes se consolam no Rio de Janeiro

O voo AF 447 tinha 216 passageiros a bordo de 32 nacionalidades, incluindo sete crianças e um bebê. Segundo a Air France, 61 eram franceses, 58 brasileiros e 26 alemães. Dos 12 tripulantes, um era brasileiro e os demais franceses.

"As informações que nós temos são aquelas que nós recebemos ouvindo as rádios. A família está sofrendo muito e com a falta de informação. Esperamos que tudo termine da melhor forma possível", disse o irmão da passageira Simone Giacomo, que não quis se identificar.

AP
Tio segura a foto do comissário Lucas
Em homenagem ao sobrinho, único brasileiro a integrar a tripulação do AF 447, Jorge Luís, que não quis fornecer seu sobrenome, levou uma foto do comissário brasileiro Lucas Gagriano, que mostrou a jornalistas.

"Meu sobrinho era comissário, tinha 24 anos e uma vida inteira pela frente. Eu trouxe uma foto dele aqui para que vocês possam divulgar", disse, mostrando emocionado a fotografia do sobrinho. "Vocês têm a cara dele aí. Divulguem, por favor, é uma homenagem que nós queremos fazer", acrescentou.

Bruna Gagriano, prima do comissário Lucas, disse que a Air France informou aos familiares das vítimas que encontrou poltronas e objetos do avião no mar. "Eles estão dando esperança para a gente", disse ela.

(Com informações de Paola de Moura e da agência Reuters)

Saiba mais:

Passageiros e relatos

 Vídeos:

Leia também:

Leia mais sobre viagem aérea

    Leia tudo sobre: acidente aéreo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG