mal interpretado sobre identificação de corpos - Voo 447 Air France - iG" /

Embaixador diz que foi mal interpretado sobre identificação de corpos

RECIFE - Em visita ao IML do Recife na manhã desta segunda-feira, o embaixador designado pelo governo francês para o caso do acidente com o voo 447 da Air France, Pierre-Jean Vandoorne, afirmou que foi mal interpretado e disse que não fala mais sobre a identificação dos corpos das vítimas do voo. Isso cabe às autoridades brasileiras, falou. À tarde, ele terá um reunião com o secretário de Defesa Social, Servilho Paiva, e depois segue para Brasília.

Socorro Macedo, especial para o Último Segundo |

Durante a coletiva realizada no Porto do Recife, na tarde do último domingo, o embaixador teria afirmado em francês que corpos já teriam sido identificados e que, até o momento, não existia nenhuma vítima francesa. As primeiras identificações já foram feitas, afirmou Vandoorne.

Em seguida, uma repórter francesa perguntou se havia alguma vítima daquele país. Do meu conhecimento, não, respondeu ele. Essas afirmações não teriam sido traduzidas para o português pelo funcionário do Ministério das Relações Exteriores da França, Cedric Pietro.

Indenizações

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, prometeu nesta segunda-feira ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que irá indenizar todas as famílias das vítimas do acidente com o Airbus da Air France. "O presidente francês me garantiu que todas as famílias brasileiras e francesas serão indenizadas pelo governo dele (da França)", afirmou Lula, após um almoço em Genebra com o colega francês.

Entenda

Dor das famílias

Vídeos

Fotos

Leia também

    Leia tudo sobre: avião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG