O oceanógrafo Leonardo Veloso Dardengo, 31, pegou o vôo AF-447, com o objetivo de chegar a Toulouse, na França, onde faria um curso até o final do ano. Leonardo tinha 31 anos e era natural de Vitória, onde residem os seus pais.

Arquivo pessoal
Leonardo na Polônia, em foto de seu Orkut
Segundo as suas próprias palavras, no resumo de seu currículo na plataforma Lattes, atuava na área de oceanografia e hidrologia, com ênfase em sensoriamento remoto, modelagem numérica e dinâmica de sedimentos coesivos. Leonardo concluiu o mestrado em Environmental Technology pela University of Greenwich em 2001 e fazia  doutorado na Coppe, da UFRJ.

A página de Leonardo no Orkut dá uma amostra precisa do carinho dos amigos e do impacto que causou a notícia de seu desaparecimento, no vôo AF-447. Léo, ainda não consigo acreditar! Meus pais estão chocados e ainda não têm força para ligar para os seus! Não quero me despedir de você! A esperança é a última que morre! Grande abraço do seu amigo de infância! O recado de Eduardo é um dos cerca de 200 deixados já na segunda-feira, logo após a notícia do acidente.

Entenda

Dor das famílias

Vídeos

Fotos

Leia também

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.