Corpos de 16 vítimas chegarão à Base Aérea de Recife nesta tarde, diz brigadeiro da FAB

RECIFE - O brigadeiro Ramon Cardoso, diretor do Departamento de Controle do Espaço Aéreo da Força Aérea Brasileira (FAB), disse nesta quarta-feira que os 16 corpos de vítimas do voo 447, que passaram por trabalhos preliminares de perícia, em Fernando de Noronha, chegarão à Base Aérea de Recife por volta de 15h desta quarta.

Socorro Macedo, especial para o Último Segundo |

A Polícia Federal e a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco divulgaram uma nota dizendo que com o resgate dos corpos iniciaram um trabalho conjunto de identificação.

De acordo com a nota, em Noronha, três peritos, um papiloscopista, um médico legista e um auxiliar de necrópsia fazem a inspeção dos corpos, colhem o DNA, impressões digitais e fazem a catalogação dos corpos, vestimentas e objetos encontrados.

AE
Fachada do Instituto Médico Legal (IML) do Recife (PE) para onde serão levados os corpos das vítimas do acidente com o voo 447 da Air France
Fachada do Instituto Médico Legal (IML) do Recife (PE) para onde serão levados os corpos das vítimas do acidente com o voo 447 da Air France

De Recife, os corpos seguirão ao Instituto Médico Legal para a conclusão dos trabalhos de identificação. Nesta terça-feira, os Comandos da Marinha e da Aeronáutica confirmaram que 41 corpos foram resgatados na região em que caiu o Airbus.

O militar informou que a Fragata Bosísio segue em direção a Fernando de Noronha e deverá chegar nesta quinta-feira ao local em que os 25 corpos, a bordo, serão recolhidos por helicópteros da FAB.

No Arquipélago, estes corpos passarão pelos mesmos procedimentos aos quais os demais foram submetidos, ou seja, preparação inicial e transporte de avião para Recife.

O brigadeiro disse ainda que a meteorologia indica que o tempo e a visibilidade deverão piorar no local das buscas, a cerca de 1.350 quilômetros de Recife, mas que, neste momento, não compromete as atividades de busca e resgate.

"O efetivo militar, os meios empregados assim como a conduta adotada para as Operações de Busca permanecem sem alteração em relação às informações prestadas anteriormente", informou o brigadeiro.

A fragata Constituição segue para o local das buscas, ainda com os destroços a bordo. Segundo Cardoso, ela só deve deixar os destroços em terra quando precisar reabastaecer.

Entenda

Dor das famílias

Vídeos

Fotos

Leia também

Leia mais sobre: voo 447

    Leia tudo sobre: voo 447 da air france

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG