Comandos da Marinha e da Aeronáutica anunciam que 28 corpos foram resgatados

RECIFE - Os Comandos da Marinha e da Aeronáutica informaram, na manhã desta terça-feira, que nesta manhã foram resgatados mais quatro corpos de vítimas do acidente com o voo 447 da Air France. Com isso, o total de corpos resgatados do mar sobe para 28.

Socorro Macedo, especial para o Último Segundo |

De acordo com os militares, os quatro corpos foram encontrados na área de buscas, sob jurisdição do Brasil, a noroeste do arquipélago de São Pedro e São Paulo.

Segundo o capitão de fragatas da Marinha, Gilcemar Tabosa Cardoso, a fragata Bosísio, que resgatou os corpos nesta terça, permanece na área de buscas, pois ela tem capacidade para armazenar até 20 corpos em suas câmaras frigoríficas.

"Não temos estimativa de quanto tempo essa operação durará, mas ela seguirá pelo tempo que for necessário", disse ele. Segundo o capitão, "a prioridade está sendo e continuará sendo resgatar corpos".

Os militares confirmaram que  corpos de vítimas chegaram na manhã desta terça-feira a Fernando de Noronha, transportados por helicópteros. 

Os helicópteros decolaram com atraso nesta manhã, por causa do mau tempo. "Uma linha de instabilidade na região de Fernando de Noronha atrasou a operação de transporte de corpos e poderá limitar os voos que partem do Arquipélago ao longo do dia. No entanto, as condições meteorológicas na área de busca não interferem nas operações em andamento", informou Cardoso.

Após a liberação em Fernando de Noronha, uma vez cumprida a atividade pericial inicial pela Polícia Federal, os corpos serão transportados para Recife em uma aeronave C-130 da Força Aérea Brasileira. De acordo com os militares, o tempo estimado até Recife é de uma hora.

Parte de avião recolhida do Oceano Atlântico

Sobre as informações sobre os destroços encontrados, o tenente-coronel Henry Munhoz disse que somente a fabricante da aeronave pode identificar quais partes do avião foram recolhidas do mar. "Quem tem que confirmar que peça é é a fabricante", afirmou.

O tenente também informou que a FAB substituiu os sensores que medem a velocidade do Airbus ACJ-319 da Presidência, embora tenha lembrado que a mudança não está vinculada ao desastre ocorrido com o avião da empresa francesa. Uma fonte sindical informou que todos os Airbus 330 e 340 da Air France voarão a partir desta terça-feira com pelo menos duas novas sondas Pitot (sensores de velocidade).  

Voo 447 da Air France

Buscas

A operação de buscas por destroços e corpos de vítimas do voo conta com 14 aeronaves, sendo 12 da Força Aérea Brasileira (FAB) e duas da França. Por mar, a operação conta com cinco navios da Marinha brasileira e uma fragata da Marinha da França.

Participam da operação 255 militares da FAB e 570 da Marinha. Na quinta-feira chegará ao local um submarino nuclear da França equipado com sonares para ajudar nas buscas pelas caixas-pretas do avião, de acordo com a Marinha brasileira.

Identificação dos corpos

Nesta terça-feira, a Interpol  anunciou em um comunicado recebido em Paris que vai ajudar a coordenar a identificação dos corpos das vítimas do voo Air France 447.

"Como as vítimas desta tragédia são originárias de diversas partes do mundo, a colaboração internacional será essencial para garantir que sua recuperação e sua identificação sejam feitas de forma confiável, digna e rápida", declarou o secretário geral da Interpol, Ronald Noble.



Entenda

Dor das famílias

Vídeos

Fotos

Leia também

    Leia tudo sobre: acidente aéreo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG