que desapareceu no Oceano Atlântico na madrugada desta segunda-feira. Ele disse, ainda, que também estariam a bordo passageiros da Itália, Alemanha, EUA, China, Espanha, Inglaterra, Marrocos, Irlanda, Angola, Argentina, Bélgica, Filipinas, Noruega, Polônia, Romênia, Rússia, Eslováquia e Áustria." / que desapareceu no Oceano Atlântico na madrugada desta segunda-feira. Ele disse, ainda, que também estariam a bordo passageiros da Itália, Alemanha, EUA, China, Espanha, Inglaterra, Marrocos, Irlanda, Angola, Argentina, Bélgica, Filipinas, Noruega, Polônia, Romênia, Rússia, Eslováquia e Áustria." /

Cerca de 80 brasileiros estariam no avião desaparecido, diz Air France

RIO DE JANEIRO ¿ O gerente da Air France no Aeroporto do Galeão, Jorge Assunção, confirmou que cerca de 80 brasileiros estariam no voo 447 da empresa, http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/06/01/voo+entre+brasil+e+franca+desaparece+diz+air+france+6458920.htmlque desapareceu no Oceano Atlântico na madrugada desta segunda-feira. Ele disse, ainda, que também estariam a bordo passageiros da Itália, Alemanha, EUA, China, Espanha, Inglaterra, Marrocos, Irlanda, Angola, Argentina, Bélgica, Filipinas, Noruega, Polônia, Romênia, Rússia, Eslováquia e Áustria.

Redação |

Veja no infográfico a rota do airbus avião da Air France desaparece

Jorge informou que a lista de passageiros foi passada para a Agência Nacional de Avião Civil (Anac), que deve divulgá-la após a comunicação aos parentes. A Anac informou que ainda está checando as nacionalidades dos passageiros e, por isto, o informe final ainda não foi divulgado.

De acordo com ele, entre os passageiros, havia 126 homens, 82 mulheres, sete crianças e um bebê.

Passageiros

O avião da Air France levava a bordo executivos de empresas e um funcionário da prefeitura do Rio de Janeiro. O presidente do Conselho de Administração da ThyssenKrupp Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), Erich Heine, estava no avião , segundo informou uma fonte da empresa nesta segunda-feira. A CSA é uma joint-venture entre a ThyssenKrupp e a Vale.

A Michelin, fabricante francesa de pneus, também informou que o chefe de operações da empresa para América Latina, Luis Roberto Anastacio, estava no voo.

No Rio de Janeiro, a Prefeitura da cidade disse que Marcelo Parente Gomes de Oliveira e sua mulher, Marcele, viajavam a lazer no avião da companhia francesa. Parente é chefe de gabinete do prefeito Eduardo Paes (PMDB).

Também estaria no voo o príncipe Pedro Luis de Orleans e Bragança , segundo confirmou a família Orleans e Bragança, herdeira da família real brasileira.

Desparecimento dos radares

O avião da Air France decolou com 216 passageiros e 12 tripulantes, às 19 horas do Rio de Janeiro, com aterrissagem prevista para 6h15 (hora local) em Paris. A aeronave fez o último contato com o controle aéreo do Brasil neste domingo por volta das 22h30.

A Air France confirmou não ter notícias do voo que desapareceu dos radares quando sobrevoava o Oceano Atlântico. A hipótese mais provável para o desaparecimento do radar do Airbus A330 é que o avião tenha sofrido uma pane elétrica após ser atingido por um raio, afirmou Francois Brousse, diretor de Comunicação da companhia aérea francesa.

Segundo informações da Aeronáutica, o último contato feito pela aeronave com o Centro de Controle de Área Atlântico (Cindacta III) foi às 22h33 de domingo. Nele, o comandante informou que ingressaria no espaço aéreo Dacar-Senegal, às 23h20. De acordo com a companhia, porém, às 23h14, minutos antes do controle aéreo perder o contato com o voo, a aeronave emitiu uma mensagem automática de pane elétrica.

Avião da Air France desaparece no Oceano Atlântico; assista:

(*Com reportagem de Anderson Dezan)

Saiba mais:

Relatos

Leia também:

Leia mais sobre: viagem aérea

    Leia tudo sobre: acidente aéreo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG