Cabral responsabiliza Air France e Airbus por acidente

RIO DE JANEIRO- O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho (PMDB), disse nesta quinta-feira que há responsabilidades civis sérias da empresa fabricante do Airbus 30 ou da companhia aérea Air France na queda do avião do voo 447. Isso não é uma tragédia natural.

Agência Estado |

Não há uma explicação que não seja por uma falha técnica muito grave", disse ele, ao chegar ao ato ecumênico na Igreja da Candelária, no centro da capital fluminense, em homenagem às vítimas do acidente.

"Acredito que as autoridades internacionais da avião civil, a empresa fabricante do avião e a companhia aérea proprietária da aeronave têm muito a explicar. Porque se há uma nota técnica de problemas no A-330, há responsabilidades civis sérias", afirmou o governador, acrescentando que o governo do Rio irá dar todo o suporte necessário às famílias dos passageiros e tripulantes da aeronave.

A aeronave da Air France desapareceu no Oceano Atlântico com 228 pessoas a bordo durante o trajeto Rio-Paris. De acordo com a companhia e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), 58 brasileiros embarcaram na aeronave. O último contato do Airbus ocorreu às 23h14 de domingo. Os ministros das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, e da França, Bernard Kouphner, estão presentes na missa.

    Leia tudo sobre: acidente aéreo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG