Aeronáutica e Marinha localizam mais três corpos do voo AF447

Os comandos da Marinha e da Aeronáutica anunciaram neste domingo a localização de mais três corpos de vítimas do acidente com o voo AF447 da Air France, desaparecido desde o último domingo (31). Com isso, chega a cinco o número de corpos resgatados pelas equipes de buscas, que trabalham há sete dias.

Socorro Macedo, especial para o Último Segundo |

Em entrevista na cidade de Recife, o capitão de fragatas da Marinha, Giucemar Tabosa, confirmou que os corpos são transportados pela fragata Consituição e devem chegar a Fernando de Noronha nesta segunda-feira. Os sexos dos três corpos ainda não foram divulgados.

De acordo com o tenente-coronel e assessor do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, Henry Munhoz, novos corpos já teriam sido avistados pelas equipes de buscas. "Existem mais corpos sendo avistados e devem ser recolhidos pelos navios nas próximas horas, de modo que na próxima coletiva, às 19h, serão passados novos detalhes."

A Aeronáutica confirmou que os corpos foram localizados pela corveta Cabloco nas áreas de buscas, durante a madrugada deste domingo. A fragata Constituição, que transportava os dois corpos do sexo masculino localizados neste sábado (6), retornou ao local para buscar os novos corpos, o que atrasou a chegada em Fernando de Noronha para esta segunda-feira.


Mais três corpos são resgatados

Os corpos serão catalogados e pré-identificados na cidade de Noronha e, em seguida, seguirão a Recife, onde será realizado o processo de identificação. As autoridades brasileiras disseram não ter dúvidas de que os corpos são de vítimas do acidente com o Airbus da Air France.

Os comandos da Marinha e da Aeronáutica disseram que não serão divulgados o estado dos corpos. Somente os familiares terão acesso a essas informações, caso desejarem.

O voo AF 447 decolou por volta das 19h30 de domingo (31) do aeroporto do Galeão, no Rio e deveria pousar no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, por volta das 11h local de segunda (6h de Brasília). Por volta das 22h33, a aeronave fez o último contato de voz. Às 22h48, o avião saiu da cobertura do radar de Fernando de Noronha. O Airbus transportava 228 pessoas de 32 nacionalidades, entre passageiros e tripulantes.

Buscas

Os trabalhos de buscas seguem ao longo deste domingo. As autoridades brasileiras ampliaram a área para 200 mil quilômetros quadrados. Segundo a Marinha, a prioridade será o resgate de corpos de vítimas do acidente, e, em segundo plano, a localização de destroços e objetos. Atualmente, 14 aeronaves - 12 brasileiras e duas francesas - e cinco navios da Marinha Brasil participam dos trabalhos de buscas.

Segundo Henry Munhoz, "centenas de itens" estão sendo localizados pelas equipes de buscas. "Esse material está sendo relacionado e acondicionado", confirmou. O tenente-coronel explicou que os familiares têm recebido todas as informações sobre a localização de objetos e corpos "para não criar mais tensão para essas famílias."

Os responsáveis pelas buscas negaram a localização de um corpo que estaria preso a uma poltrona. De acordo com Henry Munhoz, até agora, foram localizados parte da asa do Airbus, estruturas da aeronave e máscaras de oxigênio. "Não há dúvidas que os materiais e os corpos são de pessoas que estavam no voo", diz.

Tempo ruim

A Força Aérea Brasileira afirmou que uma aeronave R-99 continua a monitorar uma área mais ampla para identificar eventuais novos focos de destroços.

No entanto, os militares brasileiros ressaltaram que a previsão do tempo para este domingo na região das buscas é "desfavorável para o cumprimento das missões das aeronaves", por apresentar baixa visibilidade e mau tempo.

As equipes de busca que já contavam com cinco navios da Marinha do Brasil devem ser reforçadas neste domingo pela fragata Ventuse, da Marinha francesa. Além disso, aviões Falcon 50 e Atlantic Rescue D da França também colaboram nas missões de busca.

(Com informações da BBC Brasil)

Entenda

Dor das famílias

Vídeos

Fotos

Leia também

    Leia tudo sobre: acidente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG