Vitória de Marconi influi na Assembleia e Câmara

Tucanos e aliados de governador eleito disputam indicação às presidências das Casas legislativas

Rodrigo Viana, iG Goiânia |

A vitória de Marconi Perillo (PSDB) nas urnas já movimenta tucanos e aliados na corrida à Presidência da Assembleia Legislativa de Goiás e na Câmara de Vereadores de Goiânia.

A diferença maior pode ser observada no Legislativo municipal.

A vitória da dobradinha PMDB-PT nas eleições municipais de 2008 fez com que a bancada de oposição ficasse à sombra da Prefeitura.

Essa situação agora muda inteiramente com a chegada de Marconi ao governo.

“Ele avisou que não vai interferir no processo, mas a vitória deu um ânimo na bancada de vereadores independentes”, afirma o vereador Geovani Antônio, pré-candidato à Presidência da Câmara de Vereadores de Goiânia.

Segundo Geovani, seu grupo é o que possui mais chances de obter vagas na Mesa Diretora, mesmo sendo oposição ao atual prefeito Paulo Garcia (PT). Geovani contabiliza 14 dos 35 vereadores na “bancada independente”.

No mesmo grupo, já falaram na possibilidade de concorrer os vereadores Anselmo Pereira (PSDB) e Santana Gomes, que apesar de ser do PMDB, é crítico à gestão. Santana foi preterido pelo então prefeito Iris Rezende na disputa há dois anos.

Já entre o aliados de Paulo Garcia, Djalma Araújo (PT), Iram Saraiva e Agenor Mariano (PMDB) se mostraram com vontade de ocupar a presidência.

Na Assembleia Legislativa, a situação é mais confortável para o atual presidente Helder Valin (PSDB), que foi o deputado estadual mais votado, com 49.120 votos, e está ao lado de Marconi Perillo no PSDB.

    Leia tudo sobre: Eleições GOEleições Marconi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG