Protesto no Rio contra visita de Obama tem coquetel molotov

Polícia usou bomba de efeito moral e gás de pimenta para dispersar manifestantes

Mario Hugo Monken, iG Rio de Janeiro |

Um protesto contra a visita ao Brasil do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, terminou em confusão na noite desta sexta-feira (18) no centro do Rio de Janeiro. Ele deve chegar ao País amanhã e ficar até a manhã de segunda-feira (21).

Segundo o Serviço Reservado do 13º Batalhão da Polícia Militar (Praça Tiradentes), os manifestantes atiraram um coquetel molotov no Consulado Norte-Americano. Parte do artefato atingiu um vigilante e seu colete pegou fogo. Para conter a confusão, PMs atiraram bombas de efeito moral e gás de pimenta.

A PM informou que pelo menos 13 pessoas que participavam do protesto foram detidas e levadas para a delegacia da avenida Gomes Freire (5ª DP), no centro.

De acordo com a corporação, cerca de 100 pessoas participaram do protesto. Elas fazem parte de entidades como a CUT (Central Única dos Trabalhadores), Sindipetro (Sindicato dos Petroleiros), UNE (União Nacional dos Estudantes) e MST (Movimento dos Sem-Terra).

A manifestação começou em frente à Igreja da Candelária, no Centro do Rio, e seguiu pela avenida Rio Branco, até chegar ao consulado. Foram exibidas faixas com os dizeres "Obama, volta para casa" e "Imperialismo não! Obama, tire as garras do pré-sal. Toda solidariedade dos povos em luta".

    Leia tudo sobre: ObamaRio de JaneiroMSTCUTUNE

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG