Presidenta Dilma Rousseff pediu ao cerimonial que quitute mineiro fosse servido em coquetel no Palácio da Alvorada

selo

Depois de muito rapapé ao longo do dia, Dilma Rousseff vai se despedir no fim da tarde de hoje (19) de Barack Obama com um quitute tipicamente brasileiro: pão de queijo. A iguaria de Minas Gerais será servida durante coquetel oferecido a Obama e sua mulher, Michelle, no Palácio da Alvorada.

Mineira de Belo Horizonte, Dilma pediu ao cerimonial que o pão de queijo tenha lugar de destaque entre bolos e sanduíches leves. Para beber, café, sucos e refrigerantes. A presidente adora servir café com pão de queijo a convidados. É sucesso garantido, sobretudo entre estrangeiros.

Desde que se mudou para o Alvorada, em fevereiro, Dilma pouco voltou à Granja do Torto. Antes, dizia que passaria todos os finais de semana na "casa de campo" do Torto, porque o Alvorada não era nada aconchegante. Mudou de ideia ao descobrir os encantos da biblioteca, seu refúgio preferido no Palácio projetado por Oscar Niemeyer.

Acompanhada da mãe - que também se chama Dilma - e da tia Arilda, a presidente não se incomoda mais com a frieza dos mármores nos salões do Alvorada. O que mais a entretém são mesmo os livros, inseparáveis companheiros desde a adolescência. A presidente mostra que também se interessa por afazeres domésticos. Todo santo dia recomenda aos funcionários que fechem as cortinas logo que o sol aparece, para não estragar a madeira do assoalho. Coisas de dona de casa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.