Obama usou tenda à prova de escuta em hotel no Rio

Na ocasião, Obama realizou uma conferência com a secretária de Estado Hillary Clinton e com o secretário de Defesa Robert Gates

BBC Brasil |

selo

A Casa Branca divulgou uma foto de uma tenda à prova de escuta que o presidente americano, Barack Obama, usou quando esteve no Brasil para manter discussões seguras com seus auxiliares sobre a operação militar na Líbia.

Casa Branca/Governo dos EUA/foto: Pete Souza
Barack Obama em tenda montada para troca de informação confidencial batizada de Sensitive Compartmented Information Facility (SCIF, na sigla em inglês)
Segundo o correspondente da BBC em Washington Rajini Vaidyanathan, esta foi uma das raras ocasiões em que o governo dos EUA divulgou imagens de uma dessas instalações .

As SCIFs são tidas como os locais mais seguros do mundo para se manter conversações à distância, já que são à prova de grampos, de som e são protegidas contra a ação de hackers.

A foto divulgada pela Casa Branca mostra Obama ao telefone, ao lado do conselheiro de segurança do governo americano, Tom Donilon, à direita e o chefe de Gabinete da Casa Branca, Bill Daley, à esquerda.

Anel

Segundo o governo dos EUA, eles mantinham uma conferência com a secretária de Estado do país, Hillary Clinton e o secretário de Defesa, Robert Gates, entre outros, de dentro de seu quarto de hotel, no Rio de Janeiro. É possível ver o carpete estampado do hotel.

As SCIFs formam uma espécie de anel de ondas eletrônicas que impede que sinais entrem ou saiam da tenda, exceto as comunicações criptografadas enviadas por uma linha segura via satélite.

Para entrar em uma SCIF, é necessária uma combinação de senhas, crachás e dados biométricos. Tais tendas são sempre transportadas durante as viagens presidenciais e vem se tornando, com o tempo, cada vez menores e mais portáteis.

    Leia tudo sobre: barack obamario de janeiroamérica larinasegurança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG