Exército terá 800 homens e Forças Especiais na visita de Obama ao Rio

Tropas de elite, três helicópteros e quatro blindados farão parte do megaesquema de segurança do presidente dos EUA no Rio

Raphael Gomide, iG Rio de Janeiro |

AFP
Obama contará com cinco helicópteros americanos no Rio e a escolta do Serviço Secreto e de militares brasileiros
O Exército terá ao menos 800 militares à disposição do megaesquema de segurança montado para a visita do presidente norte-americano Barack Obama ao Rio, entre sábado e segunda-feira (de 19 e 21). A maior parte da tropa designada para o trabalho será a Brigada de Infantaria Paraquedista, como o iG revelou, mas contará também com homens de outras unidades, de acordo com o Comando Militar do Leste (CML). Todas as autoridades de segurança pública envolvidas na segurança serão coordenadas pelo general Sardenberg, comandante da Brigada Paraquedista.

A Brigada de Operações Especiais do Exército, sediada em Goiânia (GO), também enviará um contingente – não informado – de militares. Trata-se da tropa mais adestrada do Exército Brasileiro, especializada em planejamento e execução de operações de guerra irregular e contraterrorismo. Entre esses homens, estão atiradores de precisão (snipers ou “caçadores”) que ficarão em pontos dominantes na Cidade de Deus e na Cinelândia.

Três helicópteros da Aviação do Exército e quatro blindados sobre rodas Urutus, usados no Complexo do Alemão e no Haiti, serão usados para fazer a escolta da comitiva de Obama. Um dos blindados ficará diante do Hotel Marriott, onde Obama ficará hospedado. Motociclistas do Exército também atuarão como batedores dos carros oficiais norte-americanos. Os EUA trouxeram cinco helicópteros militares ao Rio, para a segurança e transporte de Obama, como o iG antecipou. Essas aeronaves voaram pelos céus da cidade nesta quiinta-feira.

AP
Agentes de segurança brasileiros e americanos inspecionam a Cidade de Deus, para visita de Obama no domingo
O Exército Brasileiro será responsável pelo apoio à segurança da comitiva, em especial nos deslocamentos, ao lado das Polícias Federal, Militar e Civil. A segurança aproximada de Obama é feita por agentes do Serviço Secreto dos EUA.

O espaço aéreo do Rio será fechado durante o deslocamento do presidente dos EUA. No domingo, aviões de pequeno porte e helicópteros de fora do esquema de segurança serão impedidos de pousar no Aeroporto Santos Dumont, no centro, onde ocorrerá o principal evento da visita de Obama, o discurso na Cinelândia, dirigido ao povo brasileiro. As aeronaves serão remanejadas para o Aeroporto Internacional do Galeão, na Ilha do Governador.

Nesta sexta-feira (18), haverá no Rio um ensaio do esquema de segurança da visita.

    Leia tudo sobre: Exércitoforças especiais800homensvisitaObamaRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG