`Encantada¿, fã chilena espera por Obama em Santiago

Vestindo camiseta com o rosto do líder americano, Ines Rodriguez aguarda há horas por uma oportunidade de vê-lo de perto

Luísa Pécora, enviada a Santiago, Chile |

Luísa Pécora
Ines Rodriguez, 55 anos, que espera a visita do presidente dos EUA no Chile
A chilena Ines Rodriguez, 55 anos, acordou cedo nesta segunda-feira determinada a realizar um sonho: ver de perto o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que chegou a Santiago às 13h10 para uma visita de menos de 24 horas.

Desde às 8h, Ines espera pela chegada de Obama, apoiada em uma das grades que cerca o Palácio de La Moneda, no centro de Santiago. “Queria ser a primeira a chegar”, afirmou ao iG , exibindo orgulhosa a camiseta com a foto do líder americano que comprou em Washington em 20 de janeiro de 2009, o dia de sua posse.

Ines, que viveu por 12 anos em Nova York, foi com a irmã para Washington para a cerimônia que empossou o novo presidente, mas o máximo que conseguiu foi vê-lo em um telão. “Hoje quero tirar foto e vê-lo mais de perto”, disse, confiante.

É provável, porém, que Ines tenha suas expectativas frustradas, já que um forte esquema de segurança impede qualquer aproximação do palácio. O discurso que Obama fará à tarde será apenas para convidados e foram instalados alguns telões para que o público possa acompanhar o pronunciamento do lado de fora do Centro Cultural La Moneda.

Ciente das dificuldades, Ines promete ficar de prontidão até o final da visita para ver o que o líder americano tem a dizer ao Chile. “Fico encantada com ele, com o fato de ser o primeiro presidente negro dos Estados Unidos e com o jeito como ele fala”, afirmou, deixando escapar que a admiração por Obama vai além do conteúdo de seus discursos. “Ele é tremendamente lindo”, disse, provocando risos e comentários similares de mulheres à sua volta.

Algumas dezenas de pessoas esperam por Obama, dispersos entre as ruas que cercam o Palácio La Moneda. Muitos estão ali mais por curiosidade do que por uma “paixão” como a de Inês. As amigas Karina Brown, 27 anos, e Yasna Ávila, 21, passavam pelo local quando decidiram observar a movimentação.

“O fato de ele ser tão popular me chama mais a atenção do que ele em si”, afirmou Karina, que disse não se importar com a visita do líder americano.

“Para mim não significa nada, mas se puder melhorar as relações com o Chile, acho positivo”, disse a estudante universitária, que garantiu que não faltaria à aula apenas para ver Obama.

Agenda

O presidente americano foi recebido no aeroporto pelo chanceler chileno, Alfredo Moreno. Depois, ele e a primeira-dama, Michelle Obama, foram recebidos por Piñera e sua mulher, Cecilia Morel, no Palácio La Moneda. Obama passou em revista a guarda do palácio e, depois, posou para fotos com Piñera.

Os dois líderes, então, seguiram para uma reunião de trabalho da qual também participam cinco integrantes de cada delegação. As discussões serão ampliadas e passarão a contar com outros nomes das comitivas e, depois, os dois líderes farão um pronunciamento conjunto à imprensa.

Às 15h, chega então o momento mais esperado da agenda: o discurso no Centro Cultural do La Moneda . Depois do pronunciamento, ele volta para o La Moneda para um jantar oficial oferecido pelo líder chileno em sua homenagem. A previsão é que Obama deixe o Chile por volta das 9h de terça-feira, seguindo em direção a El Salvador, terceira e última parada do líder em seu giro pela América Latina .

    Leia tudo sobre: obama no brasilobama no chileeuabarack obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG