Fahrenheit 11 de Setembro em Cannes" / Fahrenheit 11 de Setembro em Cannes" /

Tarantino é presidente do júri em Veneza

Diretor gosta dos asiáticos e de humor com violência, mas premiou Fahrenheit 11 de Setembro em Cannes

Mariane Morisawa, enviada especial a Veneza |

Reuters
Quentin Tarantino acena em Veneza: ganhador do Leão de Ouro passa pelas mãos do cineasta
É só assistir a um dos filmes de Quentin Tarantino para saber o que move o diretor: produções com humor e violência, cinema asiático, western spaghetti. No ano passado, quando apresentou seu Bastardos Inglórios em Cannes, ele vibrou, por exemplo, com a apresentação do filme de Johnnie To, Vengeance .

Sendo assim, o presidente do júri do 67º Festival de Veneza teria tudo para premiar Takashi Miike, que compete com 13 Assassins , ou Tsui Hark, que apresenta Detective Dee and the Mystery of Phantom Flame – e, inclusive, era integrante do júri comandado por Tarantino em Cannes em 2004. Mas, aí, é preciso lembrar que aquele corpo de jurados decidiu dar a Palma de Ouro a Fahrenheit 11 de Setembro , de Michael Moore, enquanto o Grande Prêmio do Júri, espécie de segundo lugar, foi para Oldboy , de Chan-wook Park, que, em teoria, é muito mais a cara do diretor de Kill Bill .

A verdade é que Quentin Tarantino é um cinéfilo – como se sabe, ele foi balconista de videolocadora e assistiu de tudo. Sendo assim, pode dar qualquer coisa, ainda que seja difícil apostar num longa-metragem mais sutil e quieto. Sofia Coppola, por exemplo, em tese teria poucas chances com Somewhere . Mas os dois foram namorados no passado, o que pode ajudar. Ou não.

Claro que Tarantino não decide sozinho. Os outros membros do júri da competição principal são o roteirista e diretor mexicano Guillermo Arriaga, a atriz lituana Ingeborga Dapkunaite, o roteirista e diretor francês Arnaud Desplechin, o compositor norte-americano Danny Elfman e os roteiristas e cineastas italianos Luca Guadagnino e Gabriele Salvatores.

No dia 11 de setembro, o júri vai conceder o Leão de Ouro para melhor filme, o Leão de Prata para melhor diretor, o Prêmio Especial do Júri, as Coppa Volpi de melhor ator e atriz, o Prêmio Marcello Mastroianni para o melhor jovem ator ou atriz, o Osella de melhor contribuição técnica e o Osella de melhor roteiro. O júri também pode dar um Leão Especial para o trabalho de um diretor ou ator presente na competição. Mas, apesar de Tarantino deliberar com esses outros participantes, é o presidente quem costuma moldar a premiação.

    Leia tudo sobre: quentin tarantinofestival de venezajúri

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG